Início / Destaques / Diagnóstico Timbó em Números é apresentado de olho em investimentos estratégicos

Diagnóstico Timbó em Números é apresentado de olho em investimentos estratégicos

Na noite de ontem, segunda-feira (11), a Prefeitura de Timbó e o Sebrae – SC apresentaram o diagnóstico Timbó em Números. Na mesma noite foi lançado o PEDEM – Plano de Desenvolvimento Econômico. O evento aconteceu no CET – Centro Empresarial de Timbó, no Centro.

De acordo com a secretária de Fazenda e Administração da Prefeitura de Timbó, Maria Angélica Faggiani, o evento foi um sucesso, pois reuniu todos os representantes de entidades de classe municipais e demais membros da sociedade civil organizada, além de empresários, autoridades municipais e lideranças locais. “É sem dúvida um momento especial para o município a presença de todas essas autoridades, no início de um projeto que vai planejar nossa cidade economicamente”, disse ela.

Entre as diversas autoridades estiveram no evento o presidente do Sindicato Patronal, Edvaldo Ângelo, o presidente da Associação Empresarial do Médio Vale do Itajaí, Jeter Reinert Sobrinho, do Simmet, Adalberto Roeder, a diretora do Sindicato Têxtil de Timbó, Elfi Lemke, a Presidente da Ampe – Médio Vale, Isabel Mir Brandt e o prefeito de Timbó, Jorge Augusto Kruger.

Um dos destaques do levantamento feito no diagnóstico Timbó em Números foi o IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) que registrou 0,784, classificado pelo PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento como um nível alto. Dentro do Estado catarinense Timbó ocupa a 22º posição entre os 295 municípios mais desenvolvidos.

O Prefeito Jorge Kruger salientou que os números apresentados são muito positivos, mas é preciso total atenção. “Timbó passou por uma transformação importante nos últimos anos o que certamente reflete esses números, porém, cabe a nós, daqui pra frente mantê-los e melhorá-los onde for possível”.

De acordo com a consultora do Sebrae, Claudia Gelosa Souza Bittencourt, integrante da equipe que elaborou o diagnóstico , as informações trazidas ao longo do estudo são apresentadas em gráficos, tabelas, figuras e comentários. “Para a formatação desse diagnóstico consideramos também a análise de séries históricas e comparamos o município frente ao agregado estadual, nacional e de um grupo de 14 municípios catarinenses tidos como de “características semelhantes”, aos quais denominamos de cluster”.

Segundo a coordenadora da área tributária da Prefeitura de Timbó e Agente de Desenvolvimento, com atuação no Projeto Sebrae, Daniela Krambeck, os dados do diagnóstico Timbó em Números é um estudo completo, um compêndio que possibilita o levantamento de oportunidades e vazios econômicos, pois traz informações detalhadas de todas as áreas, com destaque para a economia do município, como do setor primário, secundário e terciário.

“Tem, por exemplo, indicadores que detalham o perfil dos consumidores, os itens mais consumidos, dentre outras informações relevantes para o planejamento de negócios e expansão de mercados”, destaca.

Além disso, segundo Daniela, o diagnóstico pode ajudar, decisivamente, um empresário. “Ele poderá avaliar melhor a viabilidade de novos negócios no município. Além de servir para o poder público planejar melhor suas ações de desenvolvimento e também para “vender” Timbó a potenciais novos investidores”.

Acesse: www.timbo.sc.gov.br no botão “Cidade Empreendedora – Timbó em Números” à direita do site e acesse os dados do diagnóstico, na íntegra (a partir de 13/09).

O PEDEM 

O Plano de Desenvolvimento Econômico tem a finalidade de identificar e planejar eixos estratégicos que promovam o desenvolvimento econômico do município até 2030 e, por consequência, a melhora da qualidade de vida da população. Um dos principais objetivos do Plano de Desenvolvimento Econômico é definir prioridades dos principais eixos estratégicos de desenvolvimento do município a partir da visão de toda a sociedade.

“A expectativa é que a partir deste plano se possa ter uma visão compartilhada das prioridades destes eixos estratégicos. Assim, as entidades de classe, governo, demais instituições e lideranças possam se organizar para sua implantação, facilitando a busca de recursos e parcerias. Juntos, podemos construir uma cidade melhor para todos”, frisou Daniela.

 


Assessor: Sócrates Prado

Fotos: Junior Gama 

Sobre timbonet


ir ao topo