Início / Destaques / Prefeitura de Timbó busca mais economia e transparência no uso de veículos oficiais

Prefeitura de Timbó busca mais economia e transparência no uso de veículos oficiais

Na busca por mais economia e eficiência, a Prefeitura de Timbó iniciou uma alteração significativa em sua frota de veículos. Ao todo, 36 veículos usados foram leiloados. Outra determinação do prefeito Jorge Krüger, também na busca por mais qualidade no uso dos recursos públicos, é a substituição desses veículos velhos leiloados por outros locados e não comprados.

E, para melhorar o controle e transparência na utilização de toda a frota, o prefeito determinou a implantação de um sistema de monitoramento dos veículos por satélite. Isto deve acontecer ainda este ano.

O prefeito Jorge Kruger lembrou também que o modelo de locação de veículos foi analisado a partir de exemplos de outros municípios que já têm resultados positivos com o serviço. “Todas essas mudanças vão gerar benefícios diretos não só à Prefeitura, mas a toda a comunidade que terá seu dinheiro dos impostos investido naquilo que realmente lhe traz benefício”, disse. E alinhando-se com o princípio da economicidade no setor público, o próprio prefeito Jorge Kruger usa seu carro particular às atividades inerentes ao cargo.

Leilão de Veículos

O leilão de veículos da Prefeitura de Timbó, que aconteceu na semana passada, rendeu aos cofres do município R$ 173 mil. Ao todo foram disponibilizados para o leilão 36 veículos entre caminhões, máquinas, utilitários e automóveis.

Monitoramento de veículos

O monitoramento de veículos vem se juntar a outras ferramentas de transparência que a prefeitura de Timbó já disponibiliza. Este serviço trará a informação necessária para o gerenciamento dos veículos oficiais, gerando uma otimização dos serviços e a economia, principalmente no combustível.  Estarão incluídos no monitoramento todos os veículos motorizados da frota da Prefeitura, entre leves e pesados.

Estará responsável pelo monitoramento dos veículos o servidor Marco Antônio Longo. Ele já adianta que os primeiros veículos da frota da Prefeitura começam a receber os aparelhos de monitoramento já no início de dezembro. Serão investidos R$ 52,6 mil por ano neste serviço. Longo explica que o monitoramento será muito detalhado. “Esse monitoramento será online, via satélite. Vamos poder ver onde o veículo está, sua velocidade, se está parado ou não, tempo do deslocamento, se está desligado ou ligado e o percurso que ele fez”.

Ainda de acordo com Longo os veículos só poderão ser acionados pelas pessoas cadastradas e que possuam acesso à chave eletrônica. “Isso nos dará um maior controle no uso racional do veículo. Poderemos, por exemplo, realizar vários serviços com o mesmo veículo, sabendo para onde ele irá se deslocar e o percurso que ele estará fazendo, gerando economia”.

Também, segundo ele, será possível saber se determinado veículo está mesmo desenvolvendo o percurso para o qual foi designado.

Locação de Veículos

Seguindo modelos de municípios como Florianópolis, Itajaí e Blumenau a Prefeitura de Timbó vai deflagrar processo licitatório para a locação de veículos, para diversos organismos da administração direta.

Segundo o prefeito Jorge Kruger, o uso intenso dos veículos, sobretudo da Secretaria de Saúde que transportam pacientes, gera um desgaste muito grande num curto intervalo de tempo, o que acaba acarretando em perda significativa do valor do bem. “Além disso, o serviço de locação de veículos já traz resultados positivos para as cidades que implantaram, porque o município não tem mais despesas com manutenções preventivas e corretivas, emplacamento e seguro, que acabam comprometendo parcela significativa do orçamento municipal”.

O prefeito destacou ainda que a alocação será apenas de veículos zero quilômetro e que essa prática mostra-se economicamente viável à administração, tendo em vista que a mesma terá que arcar somente com os custos de abastecimento dos veículos. Inicialmente serão alocados 13 veículos, mais especificamente para a Secretaria de Saúde onde há um uso mais contínuo para o deslocamento de pacientes. “Entendo que essas pessoas já estão sofrendo por causa de sua saúde e por isso precisam ter um conforto e uma garantia maior no transporte”, frisou Jorge Kruger.

 


Assessores: Sócrates Prado | Marcos Nascimento
Foto: Gustavo Peyerl

Sobre timbonet


ir ao topo