banner
Brasil

8 sintomas que detectam falhas no planejamento estratégico

Uma pesquisa realizada pela 5A Company com 120 empresas de médio e grande porte das regiões Sul e Sudeste do Brasil constatou que 61% das empresas brasileiras não seguem um planejamento estratégico, mesmo que 96% dos executivos acreditem na sua importância. Os dados mostraram ainda que, dos poucos que têm o planejamento, 73% não têm rotina de acompanhamento. Com esse diagnóstico, a Master Coach da Effecta Coaching, Janaina Manfredini, cita oito sintomas para você avaliar se a sua empresa está deixando de lado esse direcionamento. Confira:

  1. Ninguém tem tempo para nada. Tempo é a muleta para tudo.
  2. Você tem diretores fazendo papel de gerentes e gerentes fazendo papel de coordenadores e assim por diante. Ou seja, todo mundo fica caro, pois tem salário de um nível de responsabilidade, mas exerce atividades de níveis com menor responsabilidade.
  3. Raramente tem alguém pensando estrategicamente, o que explica aqueles números lá do início.
  4. Existe uma esquizofrenia de responsabilidades e função
  5. Todos estão realmente sobrecarregados, realizando determinado tipo de atividade e sendo “cobrados” por outro.
  6. O nível de estresse aumenta e o número de adoentados também.
  7. Não existe uma conduta clara para tomada de decisões. E então não existe autonomia, o que sobrecarrega os de maiores responsabilidades. “Só eles têm as respostas.
  8. Todo mundo recebe um milhão de e-mails “PSC” (Para Seu Conhecimento), pois ninguém se responsabiliza por decisões sem que os superiores sejam responsabilizados (só por estarem em cópia), sobrecarregando mais uma vez.

Como a prevenção é sempre o melhor caminho, a especialista orienta que as empresas com os sintomas acima procurem auxílio de consultorias para seguir o planejamento estratégico. “É um ótimo atalho e funciona bem, mas nem sempre depois disso os executivos dão continuidade. Isso porque não envolveram todas as suas células nesta construção, terceirizaram, e então, dificilmente o que foi construído faz total sentido”, destaca Janaina. Sem um planejamento, o time fica sem direcionamento, sem acompanhamento e sem saber se está no caminho certo. “A equipe tende a agir como acredita ser o melhor para a empresa e não como a empresa determinou que seria, porque não determinou”, fala.

A coach compara uma organização sem planejamento estratégico com um navio à deriva, com todo mundo remando muito mais forte do que o necessário. “Todos remam, mas em direções diferentes, gastando mais energia para seguirem, só que muito mais vagarosamente. E, assim, o ciclo vicioso se mantém. Onde você prefere colocar a energia das pessoas que precisam contribuir para que seu sonho ou missão se realize? No caminho que você e seu time sênior desenharam, ou em qualquer direção, desde que pareçam estar comprometidos e esforçados?”, reforça.

O planejamento deve responder para onde a empresa quer ir, qual é o propósito, como se quer chegar ao objetivo e os princípios que não se abre mão, além de conter indicadores para avaliar se o caminho seguido está correto e um plano de ação bem definido. “É preciso entender qual é a razão para se ter um planejamento estratégico, até porque se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve”, finaliza a coach.

Effecta Coaching

 

Oficina das palavras:
Camile Magalhães

COMPARTILHE
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + 1 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Topo