banner
Política

A difícil “venda” da política : Como convencer o eleitor em dias de trovão?

Em tempos onde falar de eleições, política e vida pública é motivo de rixas e brigas, o candidato e seus correligionários não tem vida fácil para “vender” a proposta de algo novo. Quem fala sobre este assunto e seus diferenciais é o vereador, líder do governo na câmara timboense e vendedor há mais de 30 anos, Martinho de Souza Filho (Kinho)

A difícil “venda” da política : Como convencer o eleitor em dias de trovão? 1Passamos pela barra pesada do primeiro turno e rumamos, neste domingo, para o desfecho de um período eleitoral pesado, difícil e complicado. E fora de toda a corrida majoritária e suas bolas divididas, os demais cargos eletivos encontraram neste ano um cenário ainda mais difícil para encaixarem suas ideias entre os eleitores. Falar de “novo”, de “renovação” e de “nova política” viraram textos manjados, que depois de tanto serem falados não conseguem ser digeridos com sabedoria.

E nessa luta, quem tem boa intenção muitas vezes fica perdido neste cenário complicado, onde saber expressar-se é vital para “vender” a ideia sem parecer “mais um”. E nesse contexto, uma observação vale muito a pena, especialmente quem mescla a habilidade de apresentar ideias como um puro vendedor somada a vida pública.

É o caso do vereador, líder de governo na Câmara Municipal de Timbó e vendedor a mais de 30 anos, Martinho de Souza FIlho, o “Kinho”, que contou ao PGN alguns detalhes sobre essa mistura de vendedor e vida pública e como apresentar-se como candidato diferenciado de verdade.

Confira:

Fonte: radiopagina2.com.br

Topo