banner
Médio Vale

Ammvi – Mais de 330 agentes públicos prestigiam seminário para novos gestores

Ammvi - Mais de 330 agentes públicos prestigiam seminário para novos gestores 1Reunidos na manhã desta terça-feira (14), prefeitos, vereadores, secretários e técnicos municipais participaram do 3º Seminário Novos Gestores e Legisladores Municipais. O evento contou com mais de 330 agentes públicos e proporcionou aos novos gestores informações sobre as áreas de atuação da administração municipal.

Na abertura do seminário, o presidente da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), José Luiz Colombi, prefeito de Botuverá, disse que a palavra-chave do evento é gestão. “Estamos promovendo o aperfeiçoamento da administração municipal para que possamos manter os serviços aos cidadãos e modernizar a máquina pública”, disse.

O presidente da Câmara de Vereadores de Blumenau, Marcos da Rosa, representou os legislativos municipais e falou que a união entre os poderes é imprescindível para o bom andamento da gestão pública. Em seu discurso, o vereador abordou as problemáticas da administração municipal e disse que os desafios não podem servir de desculpa para o comodismo.

Representando o Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina (TCE-SC), o diretor Moisés Hoegen discorreu sobre a função da Corte catarinense no controle das contas municipais. Para ele, os municípios não devem esperar socorro da União ou do Estado, e sim, agir sozinhos para a administração dos recursos e de suas responsabilidades.

Programação

Ammvi - Mais de 330 agentes públicos prestigiam seminário para novos gestores 2O seminário aconteceu durante todo o dia. No período da manhã, a programação abordou controle interno, transparência, contas municipais e desafios da nova gestão. Como palestrantes, o Seminário contou com renomados profissionais do Ministério Público de Santa Catarina e do Tribunal de Contas do Estado e especialistas na área pública.

À tarde, os servidores participaram de salas temáticas conforme áreas de interesse. Ao todo foram oito salas, que abordaram assistência social e saúde; contabilidade e controle interno; cultura; educação; fazenda, desenvolvimento econômico e agricultura; projetos, planejamento urbano e defesa civil; recursos humanos e licitações; saneamento e meio ambiente.

Fotos: Raphael Santos Machado.


Imprensa – AMMVI

Topo