banner
Médio Vale

Assassinos do narrador de rodeios Fábio da Rosa, o Grilo, são condenados a 16 anos e 4 meses de prisão

camara-timboCleberson Gonçalves e Valdenir Gomes, ambos de 23 anos, assassinos do narrador de rodeios Fábio da Rosa, o Grilo, foram condenados na noite de ontem (06), com a pena 16 anos e quatro meses de prisão em regime fechado. O julgamento aconteceu na cidade de Timbó, começou às 13h e terminou no final da noite. Cerca de 200 pessoas acompanharam o julgamento.

Grilo, que tinha 33 anos, foi morto por espancamento no dia 17 de gosto do ano passado, em Timbó. Integrante do movimento tradicionalista gaúcho, nascido e criado em Penha, Grilo foi brutalmente espancado por Cleberson e Valdenir após a saída de um baile durante o 18º Rodeio Crioulo de Timbó.

Na ocasião do baile, Grilo teria se envolvido com uma jovem durante o rodeio, mas os dois condenados não gostaram.
A dupla foi presa em flagrante pela polícia: Valdenir é do Paraná e morava há pouco tempo em Timbó; já Cleberson tinha mais tempo na cidade.

Narrador de rodeios Fábio da Rosa, o Grilo

Narrador de rodeios Fábio da Rosa, o Grilo

O espancamento aconteceu por volta de três da manhã. Os dois atocaiaram o narrador, já na saída. As agressões foram brutais, deixando Grilo desfigurado. Ele foi socorrido, levado ao hospital da cidade, depois para um hospital de Blumenau, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ontem, cerca de 200 pessoas, entre familiares e amigos do narrador, foram até a cidade de Timbó acompanhar o julgamento. Eles fizeram manifestação pacífica, pedindo a condenação dos acusados. Eles estavam usando camisas com a foto do narrador, levaram faixas e cartazes com dizeres pedindo justiça.

Intregrantes de CTGs das cidades de Penha, Balneário Piçarras, Luis Alves, Brusque, Itajaí, São João do Itaperiú e Barra Velha se fizeram presentes no julgamento.

 

 

Fonte: Central Aquarela FM de Jornalismo

Topo