Contrato assinado: Museu da Cerveja, de Blumenau (SC), passa para a iniciativa privada e será totalmente revitalizado

Contrato assinado: Museu da Cerveja, de Blumenau (SC), passa para a iniciativa privada e será totalmente revitalizado

18 de dezembro de 2020 Off Por Redação

 

 

Com previsão de reabertura no segundo semestre de 2021, espaço terá ambientes temáticos, deck com vista para a curva do Rio Itajaí-Açú e envolvimento da comunidade local

Nesta sexta-feira (18), a Prefeitura Municipal de Blumenau (SC), por meio da Secretaria de Turismo e Lazer e Parque Vila Germânica, repassou oficialmente a administração do Museu da Cerveja para a iniciativa privada. Depois do processo de licitação, os empresários Valmir Zanetti e Ulysses Kreutzfeld passam a gerir o equipamento turístico.

Em frente ao Museu, que fica no início da Rua XV de Novembro, placas já sinalizam os estudos que estão sendo realizados para o espaço. A previsão é que ele seja reaberto no segundo semestre de 2021, já com todas as alterações estruturais e de acervo realizadas.

Valmir destaque que o Museu é um equipamento muito importante para a cidade, não só por estar no Centro Histórico – primeira parada de muitos turistas – mas também pelo tema que representa. “Somos a Capital Brasileira da Cerveja, a cidade da Oktoberfest, um município muito marcante para o cenário cervejeiro nacional. Vamos trabalhar para que o Museu da Cerveja faça jus ao passado, ao presente e ao futuro desse segmento na região e no país”, conclui.

Para Ulysses, um dos investimentos mais constantes do novo espaço será em fazer o público local conhecer essa história e vivenciar mais a região. “Nossa experiência com o turismo mostra que o envolvimento local é fundamental. No caso do Museu da Cerveja, queremos que a população da cidade veja com orgulho o que se construiu aqui e sinta que aquele lugar conta também a sua história”, finaliza.

Novidades na estrutura 

No tempo de portas fechadas, obras de infraestrutura serão feitas, como a reforma do telhado da atual construção. Ela também será ampliada com novos banheiros.

Uma das novidades será a construção de um deck de cerca de 300 metros quadrados atrás da atual construção. O espaço será transformado em uma espécie de biergarten, com mesas e ombrelones, no entorno de um chafariz de cerveja. O espaço será aberto ao público para observação da curva do Rio Itajaí-Açú, tão presente e simbólica para a cidade.

O acervo será todo reavaliado, novos itens serão incorporados e, em um espaço de exposições temporárias, também poderão ter seus itens expostos. Essas coleções serão itinerantes e poderão circular por espaços como escolas, entidades e outros museus. A exposição permanente será dividida em pelo menos seis ambientes, com recursos audiovisuais.

Marina Melz