Dia Mundial da Tuberculose: pneumologista alerta para os riscos da doença, principalmente, em tempos de Covid-19

Dia Mundial da Tuberculose: pneumologista alerta para os riscos da doença, principalmente, em tempos de Covid-19

19 de março de 2021 Off Por Redação

 

 

Considerada uma das doenças infecciosas que mais mata no mundo, em meio à pandemia a enfermidade merece ainda mais atenção, já que pode causar o agravamento do estado de saúde do paciente infectado por Coronavírus.

 

A tuberculose é uma das doenças infecciosas que mais mata no mundo. Um levantamento do Ministério da Saúde apontou que em solo brasileiro são registrados 200 casos novos da doença por dia. Por ano, são mais de 10 milhões de casos e 1 milhão de óbitos provocados pela doença. Sendo assim, para conscientizar a população a respeito dos riscos da tuberculose e diminuir os números alarmantes, o dia 24 de março é lembrado como o Dia Mundial da Tuberculose.

O médico pneumologista do Hospital Dia do Pulmão, centro de referência na área respiratória de Blumenau, Santa Catarina, Dr. Jorge Marcelo Dornelles Diehl, explica que a tuberculose é causada pelo Bacilo de Koch, e afeta principalmente os pulmões, porém, também pode atingir outras partes do organismo, como rins e coração. “Essas bactérias são derivadas da tosse dos pacientes que estão infectados pela Tuberculose Pulmonar, e podem ficam por um curto período no ar. Portanto, a melhor prevenção é evitar o contato com pessoas que estejam contaminadas, bem como ter hábitos saudáveis, como atividades físicas e uma alimentação adequada”, diz.

Dr. Jorge revela que se o indivíduo está com tosse persistente, febre ou falta de apetite, ele deve procurar um médico. “O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais para aumentar as chances de recuperação do paciente e evitar a transmissão para outras pessoas. O tratamento é feito com medicação oral e, em casos mais graves, o paciente pode ser encaminhado para internação e utilizar medicamentos injetáveis. É importante destacar que, em meio à pandemia, a tuberculose merece ainda mais atenção, já que pode causar o agravamento do estado de saúde do paciente infectado por Coronavírus, levando a complicações da doença. Muitas pessoas também podem ter o quadro agravado por falta do diagnóstico correto e tratamento adequado”, destaca o médico.

Por fim, o pneumologista explica que o tratamento e o acompanhamento médico não devem ser interrompidos. “Muitos pacientes acreditam que, quando há uma melhora no quadro clínico, eles já estão curados e deixam de fazer o tratamento. Porém, isso não pode acontecer. Se a pessoa interrompe a medicação antes do período recomendado pelo médico, as bactérias que ainda estão no organismo tornam-se resistentes, agravando o quadro e proliferando a doença e causando formas mais difíceis de controle”, conclui.

Sobre o Hospital Dia do Pulmão

O Hospital Dia do Pulmão (HDP) atua em Blumenau desde 1982, com prestação de serviços voltados ao diagnóstico e tratamento de doenças respiratórias. Destacam-se nesta trajetória pioneira, a introdução da fisioterapia respiratória e pneumologia pediátrica.

Além de atendimento nas áreas de pneumologia, alergologia, otorrinolaringologia e cirurgia torácica, o Hospital Dia do Pulmão conta com serviço de Pronto Atendimento, consultórios, exames e tratamentos que permitem o atendimento, diagnóstico e tratamento em regime de Hospital Dia nas dependências do HDP.

Essa abordagem permite conduzir 99.39% dos pacientes na estrutura do Hospital Dia do Pulmão, o que permite a desospitalização do atendimento. Somente 0,61% dos pacientes atendidos pelo HDP são encaminhados para os hospitais convencionais.

No início de 2010, o HDP reestruturou o Setor de Pronto Atendimento, separando os atendimentos os pacientes adultos e pediátricos.

Outro diferencial da área de imunizações é a estrutura física e pessoal dentro de parâmetros sanitários e técnicos internacionais, passando pela monitorização do transporte, conservação (central de refrigeração com sistema de backup que inclui gerador de energia) e manuseio por equipe certificada e treinada especificamente nesta atividade.

Recentemente a ativação da consultoria de Vacinas, que permite análise via WhatsApp das carteiras de vacinações, orientações e até agendamentos como o diferencial que caracteriza o HDP ao longo dos seus 38 anos.

 

 


Bruna G. Ziekuhr – Presse