Dobra demanda por serviços de higienização comercial devido ao coronavírus em Santa Catarina

Dobra demanda por serviços de higienização comercial devido ao coronavírus em Santa Catarina

10 de abril de 2020 Off Por Redação

Busca por sanitização profissional de ambientes visa garantir atividades em empresas e hospitais com eliminação de vírus e bactérias e mais segurança às pessoas

A mudança de hábitos e a adesão de medidas de proteção contra o coronavírus estão provocando alta na demanda por produtos de higiene e serviços de higienização em todo o mundo. Mais efetivos contra vírus e bactérias, os métodos específicos e profissionais de limpeza são capazes de oferecer um maior nível de segurança às pessoas e ajudar na viabilidade dos negócios em tempos de pandemia. Em espaços menores a limpeza é relativamente simples, mas em grandes construções como hospitais, empresas, escolas e comércio são indicados os sistemas de desinfecção especializados, uma vez que os desinfetantes de nível hospitalar são mais potentes na eliminação dos agentes infecciosos comuns.

Em Santa Catarina, a procura pelo serviço de desinfecção de ambientes cresceu mais de 100% nas últimas semanas, segundo Douglas Pena, Diretor Regional da norte-americana JAN-PRO, líder mundial de franquias de limpeza comercial. A empresa está sendo uma das aliadas na higienização de edifícios catarinenses, com uma solução eficiente contra superbactérias que já era usada em unidades de terapia intensiva (UTIs), hospitais e até em escolas antes mesmo da crise. Trata-se do sistema EnviroShield®, que possui um poderoso agente oxidante capaz de eliminar rapidamente mais de 99,99% das bactérias e vírus presentes no ambiente (produtos similares têm eficiência de 60%). O desinfetante é o mais seguro de sua categoria, sendo poderoso o suficiente para eliminar bactérias perigosas como salmonella e E. coli, além de vírus comuns como a gripe e cepas do coronavírus.

De acordo com Douglas Pena, o líquido é aplicado por meio de um pulverizador com pontas eletrostáticas projetadas para alcançar 100% das superfícies, especialmente em áreas de alto risco de contágio, como maçanetas de porta, interruptores de luz e botões de elevadores. Quando aplicado, o produto cria uma camada de proteção em toda a área de contato e não é nocivo aos humanos. “É importante entendermos esse momento que estamos passando e inserir de uma vez por todas a cultura da limpeza profissional no nosso dia-a-dia. Um ambiente limpo é um ambiente saudável para as pessoas que nele convivem. É a limpeza pela saúde”, reforça Douglas.

Oportunidade em meio à crise

A alta procura por itens de limpeza e higienização tem impactado diretamente nos números do setor nas últimas semanas. Na contramão de diversos segmentos da economia, as empresas de limpeza e desinfecção estão superando os desafios da recessão econômica e surgem como opção de investimento em meio à crise.

Segundo estimativa da JAN-PRO, somente a região de Balneário Camboriú, por exemplo, registra um mercado em potencial na área de limpeza comercial de mais de R$ 1 milhão e quase 30 mil estabelecimentos. Uma das perspectivas positivas é que este modelo de franquias não necessita de ponto comercial e espaço para estoque, fazendo também com que o valor do investimento seja mais baixo e seguro que de outros mercados, principalmente em um momento de incerteza global.

Com intuito de ajudar novos empreendedores que desejam ingressar no mercado de limpeza comercial e de franquias, Douglas Pena está ajudando potenciais investidores no setor com mentoria junto à Academia de Franqueados, entidade que dá suporte à JAN-PRO em Santa Catarina. Atualmente, a empresa possui unidades nas cidades de Balneário Camboriú, Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Joaçaba, Joinville, Jaraguá do Sul, Lages, Palhoça, São José e Tubarão.


Agência Lunetta
Gabriela Dequech Machado