Ecossistemas de Inovação

Ecossistemas de Inovação

12 de maio de 2020 Off Por Redação

D.J. Castro
Especialista em Branding e
proprietário da Nexia Brandig.

As transformações tecnológicas, econômicas e de mercado estão impactando as pessoas no mundo inteiro e não poderia ser diferente em Santa Catarina. Desafios cada vez maiores se apresentam para as empresas estabelecidas aqui. E, felizmente, Santa Catarina vem se mostrando um dos estados brasileiros com maior capacidade de sobreviver aos grandes problemas atuais.

O Estado apresenta um excelente desempenho em diversas áreas e normalmente está à frente nos indicadores econômicos, sociais e empresariais. E para manter esses indicadores, é importante que além das empresas, sejam desenvolvidos os ecossistemas de inovação, ou seja, conjunto de fatores que estimulam a interação e cooperação. Exemplos disso são os parques tecnológicos, incubadoras e associações.

Com esses ecossistema de inovação, o conhecimento é compartilhado e a partir da troca de experiências e interação entre as pessoas surgem as oportunidades de negócios, soluções, parcerias e, em consequência da evolução conjunta dos stakeholders, a aceleração no desempenho da região como um todo.

Com o intuito de fomentar esse processo, o governo do Estado de SC iniciou a construção de uma rede de Centros de Inovação. O processo está mais lento do que o esperado, mas bons resultados já começaram a surgir com o início de operação em Lages, Jaraguá do Sul e Joinville. Porém, não é apenas esta ação que torna o ecossistema de inovação uma realidade e, sim, a ativação das partes interessadas, unindo poder público, academia e iniciativa privada em torno de um mesmo propósito. Centros de inovação não são panaceia, mas um passo na direção certa.

Outro exemplo são os núcleos de inovação como agentes de integração.  As Associações Empresariais de SC criaram núcleos de inovação regionais para fomentar a integração das pessoas e acelerar o desenvolvimento dos ecossistemas. Os núcleos atraem empresas dos mais diversos segmentos em busca de informação, troca de ideias e novos negócios.

Assim, podemos notar que Santa Catarina está se integrando cada vez mais para aumentar a capacidade de inovação de todos os participantes do ecossistema, e acelerar o desenvolvimento econômico do Estado. Ecossistemas integrados, pessoas mais capacitadas e ideias inovadoras são os grandes impulsionadores da geração de riqueza do futuro.


NATHÁLIA HEIDORN
Presse Comunicação