FFM prorroga prazos do Edital da Apoio ao Desenvolvimento Sustentável de 2019

FFM prorroga prazos do Edital da Apoio ao Desenvolvimento Sustentável de 2019

11 de agosto de 2020 Off Por Redação

Entrega do relatório final dos projetos selecionados estava previsto para o fim de setembro e seminário de apresentação seria realizado em outubro. Com a pandemia, ações precisaram ser interrompidas ou remodeladas

 

Boa parte dos 16 projetos selecionados no Edital de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável da Fundação Fritz Müller (FFM) em 2019 tiveram seus cronogramas de trabalho afetados, por conta da pandemia. Com as medidas de isolamento social, como a suspensão de atividades presenciais em alguns setores, diversas atividades precisaram ser remodeladas ou mesmo adiadas.

Por conta disso, a Fundação Fritz Müller anunciou novas datas para a finalização dos trabalhos. Agora, os responsáveis pelos projetos terão até 31 de março de 2021 para executar as atividades propostas. Assim que o projeto for concluído, o proponente deve encaminhar o relatório final para a FFM, com prazo máximo até 15 de abril de 2021. Após estas etapas, ocorrerá o Seminário de Apresentação dos Resultados, ainda sem data definida.

“Entendemos que este momento é singular na vida de todas as pessoas e buscamos adequar os processos do edital para que todos os participantes possam entregar as atividades propostas. Algumas dessas ações eram ligadas diretamente à rotina escolar, por exemplo. E sem as aulas, precisaram ser canceladas. Também temos ações que foram adequadas para execução no atual momento e projetos já finalizados. Mas o objetivo é garantir que todos possam executar com qualidade e dentro das suas propostas, os trabalhos selecionados”, explica Camila Cunha, da área de responsabilidade da FFM.

O projeto Recitais da Camerata de Violões da AUFASAM, conduzido pelo professor Renato Mór, foi um dos que precisou ser interrompido. A iniciativa, que promove aulas de violão para adolescentes do CAPS de Indaial e visava a apresentação para população em condição de vulnerabilidade social, foi suspensa em março. “Estávamos com os agendamentos das apresentações já feitas. No entanto, nossa ação está ligada diretamente à concentração de público, o que neste momento é impossível de se fazer, ainda mais que as pessoas envolvidas no projeto envolvem grupos de risco no cenário da pandemia. Faríamos apresentações em asilos, por exemplo. Além disso, nossos alunos também compõem o quadro de risco, já que são pessoas em tratamento psicomental e por conta disso suspendemos também os ensaios”, diz Renato.

Já o Meu Primeiro Projeto de Marcenaria,   do professor Jackson Eleotério, passou por algumas adaptações para seguir com as atividades. A iniciativa dá a mulheres a oportunidade de aprender mais sobre marcenaria e criar móveis de madeiras. “O escopo inicial previa a atuação de dois instrutores e aulas com oito participantes, para que se tornasse um processo colaborativo, em que as mulheres pudessem trocar experiências e aprendizado. Para não suspender as ações, as aulas agora estão sendo feitas em duplas e com apenas um instrutor. Entendemos que seria uma adaptação necessária para não deixar de proporcionar o ensino neste momento”, comenta Jackson.

Para saber mais sobre as iniciativas que foram selecionadas no Edital da FFM, acesse fundacaofritzmuller.com.br/responsabilidade-socioambiental/


Sabrina Hoffmann
Jornalista
Trevo Comunicação