Fiscalizações continuam em Timbó e CEF atende dentro das condições exigidas

Fiscalizações continuam em Timbó e CEF atende dentro das condições exigidas

4 de agosto de 2020 Off Por Redação

No município de Timbó, por meio do Procon, das vigilâncias Sanitária e Epidemiológica, da Defesa Civil, com apoio da Polícia Militar e de atletas da Fundação Municipal de Esportes, são realizados quase todos os dias fiscalizações na maioria dos ambientes de circulação pública, entre eles bares, comércio em geral, autoescolas, bancos, clubes de serviço, entidades públicas, empresas entre tantas outras.

Nessas ações, de acordo com o coordenador do Procon Timbó, Osvaldo Brodwolf, é comunicado acerca das proibições e restrições impostas pelos decretos estaduais e municipais, e observadas as condições de higiene e distanciamento social.

“Nos bancos, financeiras e cooperativas, todos foram instruídos da forma correta como devem realizar o atendimento. Porém, a Caixa Econômica Federal de Timbó (CEF), que atende os planos do governo do auxílio emergencial, acaba chamando a atenção por causa da fila que se forma fora do estabelecimento. Esta fila é naturalmente normal, pois com ela, evita-se que se formem aglomerações dentro do banco”.

Brodwolf lembrou ainda que somente dos cinco municípios da microrregião, 70 mil pessoas são beneficiárias do auxílio emergencial e utilizam a CEF de Timbó. “Na vistoria que fizemos na CEF verificamos que a agência está trabalhando com sua capacidade máxima de servidores, para atender com mais rapidez as pessoas, sem aglomeração”.

O Departamento Municipal de Trânsito de Timbó estará nesta terça-feira demarcando a calçada ao lado da CEF, onde se forma a fila, com cerca de um metro e meio para o distanciamento social.

O coordenador do Procon disse ainda que os convênios assistidos pelas agências da CEF precisam ser realizados dentro da própria agência porque, neste momento, não necessitam de um cadastro municipal. Ainda segundo a própria gerência do banco, dificultaria muito a transferência dos serviços para outro lugar.

“O Município, quando teve a necessidade de um atendimento em massa, como foi no caso do cadastro do auxílio emergencial para empresas e pessoas físicas, organizou um atendimento fora da Prefeitura, nas instalações do antigo prédio da Sociedade Recreativa e Cultural. Foi umas das primeiras prefeituras a se organizar e realizar este serviço fora do estabelecimento público. Agora a realidade é outra, e a CEF de Timbó está prestando um ótimo atendimento, dentro das suas condições e das regras de distanciamento social e higiene exigidas”.

As fiscalizações com a parceria do Procon, da Defesa Civil, das vigilâncias Epidemiológica e Sanitária, da Polícia Militar e de atletas da Fundação Municipal de Esportes continuam no município.

Assessor: Sócrates Prado/Ascom PMT
Foto: Divulgação