banner
Brasil

Governança Corporativa pode ser beneficiada com “Método dos 4 C’s”

Abordagem elaborada pelo professor da FGV facilita o entendimento de pontos fundamentais para os Conselhos de Administração

Diversas empresas ao redor do mundo vêm enfrentando uma série de desafios e incertezas, dificuldade econômica, mudanças tecnológicas, questionamentos sobre ética e cultura corporativa. Especialistas acreditam que os conselhos de administração têm a capacidade de avançar em meio a estes problemas com eficiência operacional, obtendo retorno financeiro e valorização do preço das ações. É o que defende o conselheiro independente e professor da FGV Andriei Beber.

Uma pesquisa recente, feita pela consultoria PwC, com aproximadamente 900 conselheiros, apontou que 73% dos entrevistados acredita que a diversidade nos conselhos de administração é benéfica, e oferece perspectivas únicas, aperfeiçoando o processo decisório e reforçando a reputação da organização.

Para Beber, os conselhos de administração devem se concentrar em quatro pontos fundamentais, o que ele chama de “4C’s”: composição, comunicação, conexão e certificação. “À medida que avançamos, os desafios se sucederão. Portanto, conselheiros que estiverem atentos aos 4 C’s estarão melhor posicionados para enfrentar esses desafios”, afirma Beber.

Entenda como funciona cada um deles:

Composição: A diversidade oferece perspectivas únicas, aperfeiçoando o processo decisório e reforçando a reputação da organização. O Conselho de Administração é um dos ativos estratégicos mais críticos de uma empresa e deve aproveitar as opiniões divergentes na hora de resolver problemas e inovar.

Comunicação: Os conselhos estão sob análise diária, com expectativas crescentes quanto ao seu dever de diligência e responsabilidade. Mais do que nunca, práticas de governança corporativa transparentes são determinantes para o sucesso organizacional. Uma comunicação efetiva, portanto, é essencial, indo além do desempenho financeiro, mas também mostrando como a empresa contribui positivamente para a sociedade.

Conexão: Empresas e seus conselhos de administração vêm ampliando seus esforços no engajamento com os acionistas, estabelecendo uma saudável conexão. Os investidores podem nem sempre sentir a necessidade de se envolver com uma determinada empresa ou seus conselheiros, porém esta disponibilidade reforça a credibilidade, especialmente diante de situações desafiadoras.

Certificação: Em 2009, o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) criou o programa de certificação para melhor capacitar conselheiros e candidatos a conselhos de administração e fiscal. A iniciativa estimula o contínuo aprimoramento das boas práticas de Governança Corporativa no Brasil. Para os conselheiros, a certificação atesta competência, habilidades e padrões de conduta. Para as organizações, ter no conselho executivos certificados potencializa os processos de relacionamento, planejamento e tomadas de decisão.

Sobre Andriei Beber

Andriei Beber é doutor em Engenharia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, professor do Programa de Cursos Conveniados da FGV Management e Conselheiro de Administração Certificado pelo IBGC. Também é conselheiro independente da Tecnisa e especialista nas áreas de Finanças, Gestão e Governança.

 

 


Letiele R. Paycorich
Presse Comunicação Empresarial

Topo
Open chat
1
Olá,
Qualquer duvida entre em contato pelo nosso WhatsApp do Portal Timbó Net.
Powered by