Governo do Estado confirma sexto caso de Covid-19 em Santa Catarina

Governo do Estado confirma sexto caso de Covid-19 em Santa Catarina

15 de março de 2020 Off Por Redação

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina confirmou neste domingo, 15, o sexto caso do novo coronavírus (COVID-19). O paciente é um homem morador do município de Braço do Norte, no Sul do Estado, e tem histórico de viagem ao exterior. Ele está internado em isolamento. Além do paciente de Braço do Norte, já foram confirmados dois casos nos municípios de Rancho Queimado, dois em Florianópolis e um em Joinville.

No total, segundo os dados lançados pela Secretaria de Estado da Saúde junto à Plataforma IVIS do Ministério da Sáude, responsável pela compilação oficial da situação do novo coronavírus no Brasil, outros 102 casos suspeitos estão sendo monitorados em Santa Catarina. A atualização está disponível no site saude.sc.gov.br/coronavirus.

Ações para conter a propagação do vírus

O Governo do Estado anunciou na manhã do último sábado, 14, uma série de medidas que fazem parte do plano para conter o vírus no Estado. O atendimento ao público nos serviços prestados pelas secretarias do Estado que podem ser feitos de forma online ou por telefone estão suspensos (confira aqui as mudanças). Veja todas as ações que estão sendo feitas neste link.

A melhor forma de conter o coronavírus é a prevenção. Caso o paciente apresente os sintomas da doença, como febre, tosse, falta de ar, dores musculares e de cabeça, deve procurar atendimento em uma unidade básica de saúde. Lá os agentes de saúde farão o devido encaminhamento, se necessário, e darão as orientações em relação ao tratamento.

Em caso de dúvidas sobre onde procurar ajuda, as pessoas devem ligar para o número 136, do Disque Saúde, disponibilizado pelo Ministério da Saúde.

Somente serão transferidos para UPAs ou hospitais pacientes em estado mais grave. Os sintomas do coronavírus são semelhantes ao de gripe e a recomendação para quem não tiver o caso agravado é que fique em isolamento e monitoramento em casa.

O governo do Estado ainda orienta que idosos e pessoas com doenças crônicas evitem ir a eventos fechados.


Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde – SES