banner
Política

Laércio vota a favor dos hospitais filantrópicos de Santa Catarina

Laércio vota a favor dos hospitais filantrópicos de Santa Catarina 1Na sessão do dia 10 de abril, o Deputado Estadual, 1° Secretário da Mesa Diretora e Corregedor-Geral da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), Laércio Schuster, votou a favor dos hospitais filantrópicos e pela derrubada do veto do Governador Carlos Moisés.

O Governador havia vetado o projeto de lei aprovado pela Alesc que destina 10% do Fundo Estadual de Saúde aos hospitais filantrópicos de Santa Catarina. O veto, porém, acabou sendo derrubado em Plenário pela ampla maioria dos deputados estaduais.

Antes da votação, Laércio também usou a Tribuna para reivindicar ao Governo do Estado o pagamento dos repasses atrasados aos hospitais filantrópicos de Santa Catarina. São 182 instituições que atendem 70% dos pacientes SUS no Estado e que estão com os pagamentos atrasados.

“Fiquei muito triste, no último fim de semana, quando li o comunicado da Administração do Hospital Oase de Timbó dizendo que somente poderia pagar os salários de março no dia 8 de abril e, para honrar o pagamento dos funcionários em abril, teria que buscar empréstimo bancário”, disse Laércio. “Um dos motivos para essa situação seriam os constantes atrasos do Governo do Estado com o hospital”.

Laércio também aproveitou para agradecer ao Governador Carlos Moisés por ter feito um pagamento parcial ao Hospital Oase, na segunda-feira, 8, de quase R$ 750 mil. “Tenho a humildade de agradecer ao Governador pelo gesto”, afirmou.

O Deputado também chamou a atenção para a situação dramática em que se encontra o Hospital Beatriz Ramos de Indaial, hoje sob intervenção da Prefeitura da cidade, que tenta evitar o fechamento da unidade por causa de dívidas que vêm sendo cobradas judicialmente por credores. Segundo cálculos, o Beatriz Ramos teria cerca de R$ 2,5 milhões para receber do Governo do Estado.

“Precisamos continuar exigindo do Estado uma solução definitiva para esta grave questão de saúde pública”, alertou o Deputado Laércio. “São as pessoas mais carentes que procuram os hospitais filantrópicos para tratar de seus problemas de saúde; e esses lutam todos os dias para manter as portas abertas”.


Assessoria de imprensa
Jaime Avendano

Topo