banner
Blumenau

LIVRO: O Futebol em Blumenau – Um quebra-cabeça montado por um Sonhador

Livro de Luis Carlos Koch, que resgata a história da Liga, será lançado este mês em Blumenau e na Capital

LIVRO: O Futebol em Blumenau - Um quebra-cabeça montado por um Sonhador 1O futebol não foi inventado no Brasil. Só a magia, o bailado, a arte. Ele também chegou em Blumenau, que tem ligações com o Arthur Frienderich – a primeira grande estrela do futebol brasileiro, lá pelos idos da década de 1930. Essa é uma das histórias reveladas no livro ‘LBF – 75 anos de bola rolando’, de Luis Carlos Koch, que será lançado no dia 14 de março na livraria Blulivro, no Shopping Park Europeu, no dia 4 de abril na Livraria Catarinense do Shopping Beiramar, em Florianópolis, e no dia 12 de abril no Neumarkt Shopping, em Blumenau.

Em busca da história perdida e desconhecida, Luis Carlos Koch foi um pescador de ilusões.  Pesquisou em jornais, revistas, livros, atas para montar o quebra cabeça do futebol blumenauense. Juntou ‘os cacos’, ouviu sobre episódios, leu antigos documentos, estabeleceu conexões, até revelar o retrato, mais perfeito possível, da história. Conversou com artífices, com testemunhas oculares, escutou relatos dos familiares, descobriu fotos e fatos. Tão verdadeiros que pareciam lendas. A história oral é uma ótima fonte para a reconstrução de acontecimentos, de vivências, de mitos. Às vezes, desmentem a lenda. O que para a verdade, é bom. Para ficção, nem sempre. Neste livro, Koch preferiu preservar a memória.

Há o fantástico jogo entre o Turnverein Blumenau contra a tripulação do cruzador ‘Von Der Tann”, da Real Esquadra Imperial Alemã. A primeira partida internacional em Santa Catarina. Foi lá por 1911. Os ‘visitantes’ venceram por 5 a 2. O evento entrou para a história. A grande curiosidade não foi o campo onde foi jogado. Ficava no pasto do Hotel Holetz, na Alameda Rio Branco, em Blumenau. Mas é o número de jogadores: nove por equipe, que chama a atenção. Luis Koch explica que ‘era a dificuldade de encontrar quem sabia brincar com a bola’.

O leitor descobrirá que a Liga Blumenauense de Desporto foi criada em 1941 e seu idealizador é o tenente Newton Machado Vieira. O primeiro clube de futebol em Blumenau chamou-se Amazonas – time dos operários da têxtil Garcia. Os dois mais famosos, Palmeiras e Olímpico, nasceram como Brazil e Blumenauense. Tempos ‘sombrios’ – após a Segunda Guerra Mundial – explicam a mudança de identidade. Tantas histórias, como a de Dalmo Bozano, o mais polêmico árbitro de Santa Catarina. Ele apitou a primeira final com apenas 23 anos e, ‘sem nunca ganhar hora extra’, chegou à FIFA.

QUEM É LUIS CARLOS KOCH?

Um garimpeiro de boas histórias. O idealista presidente da Liga Blumenauense de Futebol (LBF), desde 2012, que resolveu saber como o futebol chegou em Blumenau. Quis desvendar o desconhecido, o perdido e revelar quem são os pioneiros, como se construíram os clubes, a liga, como enfrentaram – e ainda enfrentam – as dificuldades, quem eram os dirigentes e os campeões década por década. O ex-paraquedista não tem medo de voar alto, de sonhar, de reconstruir o passado, reverenciá-lo e esperar um futuro melhor para o futebol de Blumenau. Koch é um descendente de italianos e alemães, amante da bola bem jogada, de um bom livro e que ainda se encanta com as velhas músicas italianas cantadas pela mãe. La Bella Polenta e Merica são as favoritas. A obra teve custo dividido por um financiamento coletivo via internet. Como presidente da LBF, Luis Carlos Koch presidiu a Assembleia Geral da Federação Catarinense de Futebol, em 2018, que elegeu Rubens Renato Angelotti para a Presidência da entidade.

Divirtam-se com a leitura de ‘LBF – 75 anos de bola rolando’. Leia, ria, se emocione com toda esta bela história.

 

SERVIÇO

LIVRO: LBF – 75 anos de bola rolando
AUTOR: Luis Carlos Koch
EDITORA: 3 de Maio, de Blumenau
PÁGINAS: 100 páginas
PREÇO: A partir de R$ 27,00
ONDE COMPRAR? www.amazon.com.br
CONTATO COM O AUTOR: Fone 47/99177.3764 – Email [email protected]

 


Paulo Scarduelli

Topo