MPSC arquiva caso que apurava participação do governador na compra de respiradores da Veigamed

MPSC arquiva caso que apurava participação do governador na compra de respiradores da Veigamed

27 de janeiro de 2021 Off Por Redação

 

 

O Ministério Público do Estado de Santa Catarina (MPSC) concluiu que não houve participação do governador Carlos Moisés no processo de aquisição de ventiladores mecânicos realizada em 2020, quando o Estado foi lesado com a não entrega dos equipamentos. A avaliação do MPSC é idêntica à da Polícia Federal, que também já havia investigado o caso. Com isso, o inquérito foi arquivado no que diz respeito à conduta do governador.

De acordo com o MPSC, foram ouvidas 40 testemunhas e interrogados 19 investigados ao longo das apurações. “Apesar da exaustiva busca por elementos que denotassem eventual envolvimento do Governador do Estado, não foi possível encontrar nenhum indício que o confirmasse, seja no material apreendido, documentos arrecadados ou dados obtidos em decorrência dos pedidos de quebra de sigilo telefônico e telemático. Tampouco a prova oral coletada registrou informação relevante nesse sentido”, concluiu a instituição, em relatório de arquivamento parcial do inquérito civil que apura o caso.

Conforme o documento, também ficou comprovado que o governador, ao ter ciência da existência de problemas na entrega dos equipamentos, determinou que os fatos fossem noticiados à Polícia Civil no mesmo dia.

O documento é assinado pelo procurador-geral de Justiça, Fernando da Silva Comin, e pelos promotores Alexandre Reynaldo de Oliveira Graziotin, Mauricio de Oliveira Medina, Marina Modesto Rebelo, Lara Peplau e Isabela Ramos Philippi.

No relatório, os representantes do MPSC ressaltam que as investigações terão prosseguimento com relação aos demais investigados.

O Governo de Santa Catarina continua colaborando com as investigações e, por meio da Procuradoria Geral do Estado, atua para a reparação integral dos R$ 33 milhões. Aproximadamente 40% do valor já foi recuperado e está depositado em juízo.

 


Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação – Secom
Governo de Santa Catarina