Panturrilha é considerada o “coração da perna”

Panturrilha é considerada o “coração da perna”

28 de fevereiro de 2020 Off Por Redação

A “batata da perna” é como se fosse o segundo coração do corpo, já que tem a importante função de bombear o sangue de volta para o coração

TIMBÓ – A panturrilha, também conhecida como “batata da perna”, além de ser um músculo que auxilia constantemente na caminhada, postura e equilíbrio do corpo, tem a importante função de bombear o sangue de volta para o coração e muitas vezes é, inclusive, chamada de “segundo coração” ou “coração da perna”, conforme explica o médico cardiologista Maicow Moser.

            “Podemos dizer que os membros inferiores possuem um ‘coração’, ou melhor, um ‘coração acessório’, formado por veias valvuladas, cercadas por poderosa massa muscular – a panturrilha – que, ao se contrair, impulsiona o sangue nelas contido de volta para o coração principal”, afirma.

Quem apresenta deficiência no retorno venoso e sofre de problemas como varizes, tromboses e inchaços, deve investir na prática de atividades físicas que fortaleçam as panturrilhas. “A insuficiência venosa acontece quando há uma alteração estrutural em que as veias perdem a função de transportar adequadamente o sangue venoso para o coração. O resultado é um acúmulo de sangue não oxigenado nas pernas, que pode levar ao aparecimento de varizes (veias dilatadas), flebites (inflamação dos vasos), trombose venosa profunda ou, em casos mais graves, úlcera nas pernas”.

            O médico recomenda que as pessoas fiquem atentas aos sintomas, como peso, queimação e cansaço nas pernas no final do dia, inchaço nos pés, coceira frequente e dor. “Para evitar complicações, é necessário que o paciente consulte um médico especialista logo quando os primeiros sintomas começarem a aparecer. Também é preciso evitar a obesidade, não fumar e praticar atividade física”, recomenda Moser.

            O alongamento e o condicionamento dos músculos da panturrilha auxiliam no tratamento e evitam problemas circulatórios futuros. Caminhadas, corridas, andar de bicicleta, jump, pilates e musculação são exercícios que trabalham a panturrilha. “Quem exercita as pernas acaba ganhando em saúde e estética. Vale ressaltar que é necessário ter a orientação de um médico e respeitar os limites do corpo”, finaliza Moser.

Texto: Bruna Laline Ramos/JMV
Matéria publicada no Jornal do Médio Vale da edição 1547, do dia 3 de dezembro de 2013
Imagem de composita por Pixabay