banner
Colunistas

Por que algumas decisões nos causam tanto medo??? – por Juci Nones

Por que algumas decisões nos causam tanto medo??? - por Juci Nones 1Deste que acordamos temos inúmeras decisões a tomar. A roupa que vestiremos, o café que tomaremos o caminho que usaremos para ir ao trabalho, etc. Até o final de um dia elas são incontáveis. Sei que algumas decisões são mais fáceis a serem tomadas que outras, comigo também funciona assim. Acredite. Este texto é para falar não somente sobre as decisões e sim sobre a mudança de ideia excessiva diante das decisões que tomamos. Tenho visto em meus atendimentos como coach que decidir não está sendo fácil para quase ninguém mas, mudar de ideia, está mais fácil que mastigar água. Se fizer sentido para você quero te dar um conselho bem bacana. Algo que te ajudará a tomar decisões mais claras e outra técnica simples para não ficar voltando atrás nas decisões tomadas a toda hora.

Ah primeiro quero deixar bem claro. Não existe nada, nada mesmo, em mudar de ideia tudo bem? O que não dá é mudar de ideia a toda hora, porque isso faz com que seu próprio cérebro trabalhe “contra” você e mine inclusive com sua autoconfiança sabe?

Você sem dúvida já entendeu que se você perder a confiança e em si imagine os outros. Sim, aquelas pessoas que possivelmente precisariam te ajudar em algumas realizações e não te ajudarão mais porque você não persevera. Não persiste em suas decisões, acho que isso ficou claro não é?

Por que algumas decisões nos causam tanto medo??? - por Juci Nones 2Então retomando, para nos ajudar a tomar decisões é pertinente usar uma ferramenta simples de perdas e ganhos. Sugiro pegar um papel e uma caneta e fazer duas colunas, uma onde você vai listar o que ganha com a decisão x e outra o que você perde com esta mesma situação, depois lista o que ganha com a situação y e o que pode perde com ela.

Toda escolha tem ônus e bônus isso é fato, o que deve ser analisado é qual escolha lhe traz menores perdas, é isso, decidir é analisar com equilíbrio entre a razão e a emoção em que temos mais ganhos do que perdas e “au revoir“. Prontinho. Umas decisões demoram menos e outras mais no entanto, todas são feitas desta forma. Isto é fato.

Agora é preciso queimar a ponte que você acabou de atravessar, o que quer dizer isso: Que sempre que deixamos uma possibilidade de retorno para fugas após a decisão tomada a probabilidade de nosso cérebro “ajudar” a voltarmos atrás, a mudar de ideia é enorme.

 

Juci Nones
Master Coach & Palestrante Comportamental

 

Onde você me encontra:
jucinones.com
youtube.com/jucinones
fb.com/jucinones
instagram.com/jucinones/

Topo