Prefeitos manifestam interesse pela compra de vacina contra Covid-19

Prefeitos manifestam interesse pela compra de vacina contra Covid-19

25 de fevereiro de 2021 Off Por Redação

 

 

Em reunião realizada na tarde desta quinta-feira (25), os prefeitos do Médio Vale do Itajaí manifestaram interesse na aquisição de vacinas contra a Covid-19.  A ideia é que isso aconteça caso não seja cumprido o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 ou que o Ministério da Saúde não forneça cobertura imunológica a tempo e em quantidades suficientes para imunizar a população.

A deliberação dos prefeitos pela compra de vacinas respeita a decisão liminar do ministro Ricardo Lewandowski, referendada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou os estados, os municípios e o Distrito Federal a importar e distribuir vacinas contra a Covid-19 registradas por pelo menos uma autoridade sanitária estrangeira. Além disso, o Senado Federal aprovou, ontem (24), o projeto de lei que autoriza tais Entes e o setor privado a adquirirem o imunizante.

Conforme o presidente da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), Kleber Wan-Dall, prefeito de Gaspar, a entidade e o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Vale do Itajaí (Cisamvi) já estão buscando alternativas para que os municípios possam adquirir o imunizante.

“Embora o Ministério da Saúde, por ora, tenha prioridade na compra das vacinas, a manifestação da região pela compra é possível e pode abrir caminhos para soluções que permitam a retomada segura das atividades econômicas e a preservação da vida da população”, ressalta Wan-Dall.

Em fevereiro deste ano, a Comissão Intergestores Regional de Saúde (CIR), que reúne os secretários municipais de saúde, enviou ofício à Federação Catarinense de Municípios (Fecam) mostrando interesse de participar das negociações com possíveis fornecedores de vacinas para Covid-19.

“A compra por vacinas é uma medida já pacificada entre os prefeitos. Além disso, cada município está avaliando novas medidas restritivas e vamos tentar unificar ações na região, pois precisamos inibir a transmissibilidade do vírus”, explica o presidente da Ammvi. A previsão é que sejam planejadas medidas de diminuição da circulação das pessoas, sempre respeitando as peculiaridades locais.

Outra preocupação apresentada pelos prefeitos na reunião desta tarde foi a lotação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) dos hospitais da região. Os prefeitos já estão reivindicando novos leitos, no entanto se observa falta de profissionais de saúde para preenchimento das vagas.

“O fato é que precisamos cuidar da nossa família e de quem a gente ama para superar esse momento difícil que estamos passando por conta da Covid-19 aqui na região”, reiterou Wan-Dall”, finaliza o presidente da Ammvi.


Imprensa – AMMVI