banner
Blumenau

Trapamédicos já impactaram mais de 1,1 mil pessoas em 2019

Ao todo, 1.072 pacientes receberam a visita dos doutores em besteirologia e 56 dos focinhos da ONG, através do TrapaPet. Hospital Santa Isabel, Hospital Santo Antônio e Hospital Santa Catarina, além da Renal Vida e Asilo São Simeão estão entre as entidades beneficiadas

Trapamédicos já impactaram mais de 1,1 mil pessoas em 2019 1

São 70 voluntários envolvidos na ONG de Blumenau (SC)
Crédito: Divulgação

A missão de transformar os ambientes através de sorrisos, carinho e atenção segue cada dia mais consolidada entre um grupo de voluntários de Blumenau (SC). Até o momento, os Trapamédicos impactaram 1.128 pessoas na cidade. Foram 1.072 visitas dos doutores em besteirologia e 56 pelos focinhos da ONG, através do TrapaPet. São 70 integrantes do projeto e as visitas acontecem semanalmente.

Hospital Santa Isabel, Hospital Santo Antônio e Hospital Santa Catarina estão entre as entidades que os besteirologistas atuam. Já a Renal Vida e Asilo São Simeão, além da ala psiquiátrica do Hospital Santa Catarina têm seus espaços transformados pelos cães e voluntários. “No TrapaPet, os bichinhos são os protagonistas e a visita acontece de forma espontânea e natural, pois varia de acordo com a interação das pessoas com os animais. Todos cachorros são dóceis e passam por acompanhamento mensal com adestrador, que realiza exercícios de comportamento. Desta forma, conseguimos garantir que todo o processo da visita ocorra tranquilamente. A aceitação do projeto é grande e o intuito é ampliar a atuação”, explica Adriana Kreibich da Costa, presidente da ONG.

O objetivo de transformar os espaços ganhou uma nova vertente este mês. O Trapacello é a mais nova iniciativa dos Trapamédicos e estendeu o acolhimento proporcionado para os pacientes para a recepção dos hospitais. A intervenção é feita com dois doutores e um violoncelo – o Felitchello, como é chamado – e acontece uma vez por mês.

Em 13 anos de trabalho, os Trapamédicos já impactaram 53.653 pacientes. Toda a prestação de contas da entidade é feita pelo site www.trapamedicos.com.br. O projeto tem patrocínio da Unimed Blumenau, Hospital do Pulmão e Agrosul Catarinense – Royal Canin.

Sobre os Trapamédicos
Doutores em besteirologia que buscam transformar a rotina de quem está em tratamento. É assim que trabalham os voluntários do Trapamédicos, organização sem fins lucrativos que há mais de uma década atua em Blumenau (SC). Os palhaços de hospital levam semanalmente um clima de descontração para os pacientes que visitam e alertam: eles não querem fazer rir, mas deixar o dia a dia de quem passa por situações difíceis um pouco melhor e mais leve. Em 2013 o projeto ganhou uma vertical: o Trapapet, em que os cães dos voluntários são treinados para realizarem visitas no Asilo São Simeão e também à Ala Psiquiátrica do Hospital Santa Catarina.

 


Carol Sperb

Topo