A importância de um projeto sólido para captação de crédito

A importância de um projeto sólido para captação de crédito

22 de junho de 2021 Off Por Redação

 

 

Apesar de o Brasil ser um país empreendedor, empresas ainda enfrentam entraves na busca por capital para investimentos

 

 

De acordo com dados divulgados recentemente pela pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizada em 55 países, o brasileiro é o quarto povo mais empreendedor e o primeiro entre os BRICS. Estima-se que 38,7% da população adulta no país tenha um negócio próprio. Porém, os empreendedores ainda encontram grandes entraves: burocracia, falta de uma cultura de planejamento e alta carga tributária são algumas delas. Para a fundadora da Quare Negócios, empresa especialista em captação de crédito, Carolina Valle Schrubbe, uma das maiores dificuldades das empresas brasileiras é a falta de um projeto sólido ao buscar apoio financeiro para investimentos, expansão e modernização.

“Encontrar uma forma de buscar capital – necessário para compra de insumos, locação de espaço físico, aquisição de equipamentos, pesquisa e inovação ou qualquer outro tipo de investimento – é uma das maiores dificuldades que observamos nas empresas atualmente. E essa etapa é fundamental para a concessão de crédito. Os bancos irão avaliar o passado, o presente e o futuro da empresa. O passado e o presente são analisados com base nos dados econômico-financeiros das organizações, já o futuro é avaliado com base no projeto”, explica.

Segundo Carolina, a combinação desses fatores é que demonstrará se o projeto de investimento, expansão ou modernização é viável ou não. “Projetos mal elaborados dificultam a liberação de recursos e podem colocar o futuro da empresa em risco”, aponta a especialista. Ela traça um paralelo com uma casa: “Você construiria uma casa sem um projeto?”, questiona.

Para facilitar na hora de iniciar um projeto de captação de recursos, Carolina explica para que serve um projeto sob o ponto de vista do banco e do próprio empresário.

Do ponto de vista do banco, para que serve um projeto?

  • Para explicar qual a linha de crédito que a empresa busca;
  • As garantias que serão oferecidas;
  • As condições de financiamento pretendidas, como prazo e carência;
  • A destinação do dinheiro captado;
  • Como a empresa gera valor e agrega valor aos seus clientes através do investimento;
  • Como é a produção da empresa, em qual mercado ela colocará seus produtos, qual o público alvo;
  • Demonstração de que o negócio proposto é sustentável do ponto de vista econômico, ambiental e social;
  • Demonstração de que vai gerar recurso suficiente para pagar o empréstimo feito.

Do ponto de vista do empresário, o projeto de negócios serve para:

  • Mensurar todos os fatores críticos de um negócio antes que ele seja implantado, com possibilidade de superação dos desafios antes que eles ocorram;
  • Alinhar a visão estratégica entre os sócios da empresa, discutir questões sobre o modelo do negócio, como ele irá funcionar;
  • Medir e otimizar os recursos aportados;
  • Elaborar cronograma de aplicação dos investimentos;
  • Elaborar indicadores de desempenho de resultado para que o empresário tenha o comparativo antes e após o projeto;
  • Pensar e planejar aspectos tributários, de produção, receitas, despesas, custos, marketing e recursos humanos;
  • Mensurar endividamento e capacidade de pagamento para ter certeza que poderá pagar o crédito.

Ainda de acordo com Carolina, ter um projeto bem elaborado traz maior tranquilidade tanto para e empresa quanto para os bancos, pois ampara decisões com base nos diversos cenários, a fim de que se escolha a solução que traga maior segurança em relação à sustentabilidade financeira, social e ambiental.

Sobre a QUARE Organizações

Sediada em Blumenau (SC), a QUARE Organizações tem como objetivo contribuir de maneira financeira e humana para o desenvolvimento de empresas e geração de negócios. Fundada por empresários com grande experiência de mercado, pode atender empresas de pequeno a grande porte em todo o Brasil e no exterior. Saiba mais em: https://quareorg.com


Presse Comunicação