Como manter uma alimentação equilibrada durante a quarentena

Como manter uma alimentação equilibrada durante a quarentena

6 de abril de 2020 Off Por Redação

Nutricionista explica a importância de comer bem e dá dicas de como manter os bons hábitos

Manter os bons hábitos alimentares é sempre um desafio, principalmente nesse momento de confinamento. A coordenadora do curso de Nutrição da Estácio – São José, a nutricionista Patrícia Acioly, explica que o avanço do período de quarentena faz crescer a preocupação com a alimentação. “Com a redução das atividades físicas, não só as esportivas, mas até a locomoção diária, nasce o questionamento de como esse novo cenário irá impactar no ganho de peso”, complementa Patrícia.

Observe que tipo de alimento você está ingerindo. Essa é a primeira dica da nutricionista. “Esse é o momento para aproveitar e resgatar o consumo de alimentos minimamente processados ou naturais. É hora de analisar seu consumo de hortaliças e frutas”, diz. Outro ponto importante, segundo Patrícia, é ter em mente que o lixo deve ter mais cascas do que embalagens, o que garante uma maior ingestão de alimentos orgânicos.

 A nutricionista explica ainda que o consumo variado de alimentos aumenta a absorção de nutrientes, o que impacta diretamente no sistema imunológico. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a ingestão diária de 400 gramas de frutas e hortaliças durante cinco dias da semana ou mais. Patrícia explica que o ideal é incluir cinco ou seis cores diferentes durante o dia. “Pode-se pensar em colorir a salada ou lançar mão de frutas ou de variados tipos de sucos”, disse.

Beber bastante água também ajuda a manter o corpo em pleno funcionamento. “Quando bebemos pouca água, o sistema imunológico pode ser afetado, deixando  o corpo suscetível a uma série de problemas, já que o transporte de vitaminas é prejudicado. O ideal é tomar algo em torno de 2 a 2,5 litros de água diariamente”.

É hora de cozinhar

Uma das principais desculpas para uma alimentação desregrada é a falta de tempo.  Patrícia fala que esse é um momento para aproveitar o tempo e reavaliar o consumo alimentício, se beneficiando da quarentena para resgatar o prazer de preparar as refeições.

“Já que estamos em casa, o ideal é utilizar desse tempo para produzir nossas próprias refeições. Além de melhorar a qualidade da alimentação o ato de cozinhar pode e deve se tornar uma atividade para se fazer em família. Envolver as crianças na atividades culinárias, ou até mesmo resgatar uma receita antiga de família é uma ótima dica para aliviar o estresse de estar em confinamento”, explica Patrícia.

Márcia Oliveira – Jornalista