Coronavírus em SC: Hospital de Ibirama cria leitos e faz readequações para enfrentamento da pandemia

Coronavírus em SC: Hospital de Ibirama cria leitos e faz readequações para enfrentamento da pandemia

3 de julho de 2020 Off Por Redação

O Hospital Doutor Waldomiro Colautti, de Ibirama, realizou uma série de readequações físicas e estruturais para o controle e combate da Covid-19. Com a criação da ala Covid e outros remanejamentos, a unidade passou a oferecer capacidade para até 27 leitos de enfermaria e 20 leitos de UTI para os casos mais graves.

Uma tenda para pré-triagem foi instalada na parte externa do hospital, implantando um novo fluxo unidirecional para atendimento específico aos pacientes com sintomas respiratórios e suspeitos de Covid-19.

A recepção foi reorganizada de modo que as cadeiras mantenham a distância preconizada, bem como a colocação de bancos na área externa com intuito de evitar aglomerações, uma vez que o vírus apresenta grande poder de transmissibilidade.

Horários de visitas alterados

Foram alterados os horários de visitas e o número de visitantes por paciente, além de horários diferentes das visitas por unidade de internação. Banners e cartazes em pontos estratégicos do hospital foram colocados para orientar e dar dicas de prevenção do novo coronavírus.

Para segurança dos servidores são realizados diversos treinamentos, dentre eles uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), paramentação e desparamentação, capacitações em ventilação mecânica, além da conscientização da lavagem correta das mãos e uso do álcool gel. No refeitório, a disposição das mesas foi alterada para que os funcionários fiquem a uma distância estabelecida, assim como os horários das refeições foram estendidos, diminuindo o número de servidores durante as refeições.

Apoio psicológico 

Também é ofertado suporte psicológico e comportamental a todos os funcionários para lidarem com o estresse gerado pela pandemia da Covid-19, com atendimentos presenciais e via celular, fornecido por uma das psicólogas da unidade.

Houve ainda um aumento no quantitativo de servidores terceirizados para a higienização e limpeza da unidade para intensificar a desinfecção nos locais de maior utilização como os sanitários e áreas mais tocadas, além de orientações sobre descarte de resíduo Covid.

Fotos: Arquivo / Secom


Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde – SES