Ammvi e Consórcio de Saúde recomendam uso de máscaras por toda a população

Ammvi e Consórcio de Saúde recomendam uso de máscaras por toda a população

3 de julho de 2020 Off Por Redação

A Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi) e o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Vale do Itajaí (Cisamvi) recomendaram o uso de máscaras pela população em todos os ambientes públicos e privados. O encontro virtual, que aconteceu na tarde desta sexta-feira (3), reuniu prefeitos, secretários municipais de Saúde e a Comissão de Governança Regional (CGR).

O presidente da Ammvi, Matias Kohler, prefeito de Guabiruba, explica que os prefeitos têm autonomia de implantar as recomendações conforme a realidade local. Para ele, o alinhamento das ações é importante para que a região permaneça unida nas medidas de combate e enfrentamento ao novo coronavírus.

“A conscientização da população e os cuidados que todos nós devemos tomar é fundamental para que, juntos, possamos diminuir a propagação do novo coronavírus. Estamos acompanhando os dados dos municípios diuturnamente e, se o cenário piorar, medidas mais restritivas deverão ser impostas. Por isso, o compromisso de todos – população, poder público e iniciativa privada – é primordial”, explica o presidente da Ammvi.

A Ammvi e o Cisamvi, juntamente com a Comissão Intergestores Regional (CIR) e a CGR, monitoram uma gama de dados dos municípios do Médio Vale e analisam a matriz de risco potencial publicada pelo Estado de Santa Catarina. Além disso, a equipe ganhou com reforço e contará com profissionais da Universidade Regional de Blumenau (Furb) para elaborar estudos e pareceres técnicos e científicos voltados à pandemia de Covid-19.

O presidente da Ammvi destaca que estudos técnicos e científicos são essenciais para subsidiar os gestores públicos na tomada de decisão. “A experiência da Universidade e o trabalho especializado vai contribuir significativamente para as análises, as projeções e o desenvolvimento de ações na nossa região”, analisa Kohler.

Para o presidente da Ammvi, é necessário melhorar os índices da região em isolamento, frequência e circulação de pessoas. Por isso, segundo ele, a orientação é que as pessoas saiam de casa se realmente precisarem e mantenham todos os cuidados com higienização das mãos, distanciamento social e uso de máscara.  “Precisamos permanecer atentos e seguir as recomendações para que a pandemia não avance com velocidade. Cada um precisa fazer sua parte”, reforça Matias Kohler.

Recomendações

Abaixo estão algumas recomendações discutidas entre a CGR, a CIR e os prefeitos da região. Cada município tem autonomia de decisão e deve normatizá-las por meio de atos oficiais, bem como estabelecer as atividades de fiscalização e de poder de polícia.

– Estabelecimentos que comercializam gêneros alimentícios: limitação de apenas uma pessoa por família, salvo se o adulto tiver acompanhado de menor de idade ou dependentes; redução da capacidade de entrada de pessoas em, no mínimo, 50% do limite permitido.

– Transporte coletivo urbano de passageiros: encerrar a prestação do serviço até as 23h15. Além disso, aconselha-se que as pessoas acima de 60 anos não utilizem o serviço de transporte coletivo.

– Restaurantes: encerrar o atendimento à la carte e de bufê até as 23h. Após este horário, o atendimento é restrito apenas para retirada no balcão ou delivery.

– Atividades em cinemas, teatros, casas noturnas, museus, parques temáticos, realização de eventos, shows e espetáculos públicos e privados: permanecer sem funcionamento.

– Parques, praças, clubes sociais e afins: o funcionamento de restaurantes e academias devem seguir os protocolos preestabelecidos. O acesso aos parques, praças e pontos turísticos não ficam recomendados.

– Academias ao ar livre e atividades coletivas: não são indicados o funcionamento em qualquer modalidade e a prática amadora de atividade esportiva coletiva.- Aulas presenciais de cursos superiores e técnicos: permanecem suspensas as aulas presenciais de cursos superiores e técnicos.


Imprensa – AMMVI