Dia Mundial de Higienização das Mãos e a Covid-19

Dia Mundial de Higienização das Mãos e a Covid-19

5 de maio de 2021 Off Por Redação

 

 

Prática é destaque na ONU como uma importante aliada no combate à pandemia

 

A campanha que pode salvar vidas – Dia Mundial de Higienização das Mãos, todos os anos é celebrada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), no dia 5 de maio, para conscientizar a população sobre a importância do na prevenção de doenças. Em 2021, a data ganha destaque também na ONU, que considera a lavagem das mãos uma das medidas mais eficazes no combate à Covid-19.

Desde sempre a higienização das mãos vem sendo muito estimulada. Uma atitude básica que havia ganhado força durante a epidemia da H1N1, e que voltou com ainda mais relevância neste contexto pandêmico.

O infectologista e médico cooperado à Unimed Blumenau, José Amaral Elias, explica a importância da campanha. “Em tempos de pandemia, por mais lógico que possa parecer, falar sobre a boa higiene das mãos continua sendo uma importante arma no combate à Covid-19 e outras doenças”, destaca.

Nos ambientes de atendimento a doentes, por exemplo, a chance de presença de vírus e bactérias com resistência aos antibióticos é muito maior e o profissional de saúde pode levar doenças a outro paciente vulnerável se não tiver com as mãos bem limpas. “Um caso simples pode se tornar uma infecção grave e irreversível ou até evoluir para um surto dentro do hospital”, alerta Elias.

Em casa os cuidados se tornaram tão importantes quanto nos ambientes de saúde, devido a alta taxa de transmissibilidade da Covid-19. “Manter as mãos limpas é simples e todos precisam aprender a técnica de lavagem correta com água e sabão”, ressalta Elias.

Como higienizar as mãos corretamente   

O infectologista explica que a melhor forma de fazer a higienização das mãos:

Abra a torneira e molhe as mãos, evitando encostar na pia;

Coloque na palma da mão uma quantidade suficiente de sabonete líquido para ensaboar as duas mãos por completo;

Ensaboe as palmas das mãos;

Esfregue a palma da mão direita contra as costas da mão esquerda (e vice-versa) entrelaçando os dedos;

Entrelace os dedos e friccione os espaços entre cada dedo;

Esfregue o dorso dos dedos de uma mão com a palma da mão oposta, segurando os dedos, com movimentos de vai e vem;

Esfregue o polegar, com o auxílio da palma, fazendo movimentos circulares;

Friccione as polpas digitais e unhas da mão esquerda contra a palma da mão direita, fechada em concha, fazendo movimentos circulares. Depois faça o mesmo na outra;

Esfregue o punho esquerdo com o auxílio da palma da mão direita (e vice-versa), utilizando movimentos circulares;

Enxágue bem as mãos, retirando o sabonete e evite contato direto das mãos ensaboadas com a torneira;

Seque as mãos e os punhos com papel toalha descartável. Toalhas de tecido podem ser usadas apenas pela mesma pessoa e precisam ser trocadas a cada dois ou três dias.

Também é possível usar álcool gel 70% para higienizar as mãos, seguindo as mesmas orientações.

Ações de conscientização  

Na Unimed Blumenau, de 27 a 30 de maio acontecem ações para conscientizar os colaboradores sobre a importância da higienização das mãos. Uma pia móvel para incentivar a lavagem correta das mãos ficará disponível nas unidades da cooperativa e será utilizada pela bruxa “Morganela” – uma personagem lúdica, que irá mostrar aos colaboradores a técnica. Entre as ações estão também jogos lúdicos e orientações sobre a relevância do assunto no combate à pandemia. Os dados relativos à adesão dos profissionais à prática são acompanhados por indicadores, inclusive, pela diretoria da cooperativa. “Essas informações ajudam a manter a qualidade e segurança de profissionais e pacientes, e também são importantes para direcionar e reforçar treinamentos com as equipes”, destaca Elias.

 

 

Unimed Blumenau
Stefanie Herz
Jornalista