Mesmo sem visitantes, Zoo Pomerode mantém rotina de cuidado com os animais

Mesmo sem visitantes, Zoo Pomerode mantém rotina de cuidado com os animais

2 de abril de 2020 Off Por Redação

Atenção à alimentação e programas de qualidade de vida das espécies estão sendo mantidos por uma equipe multidisciplinar do maior zoológico de Santa Catarina

Mais de mil animais vivem hoje no Zoo Pomerode. Mesmo que o maior zoológico de Santa Catarina não esteja recebendo visitantes por conta da pandemia do Covid-19, os cuidados com as espécies que estão no parque seguem acontecendo de maneira intensa. Uma equipe de 20 profissionais de várias áreas atuam na alimentação, nos cuidados de higiene e limpeza e nas atividades rotineiras das espécies.

Um dos exemplos é a higienização das mãos e pés das elefantes, que é realizada junto com as atividades de condicionamento. “Como elas são idosas, temos um cuidado redobrado. Todos os dias elas passam por ações de estímulo à mobilidade e são acompanhadas de perto”, comenta o veterinário Rafael Sales Pagani, responsável técnico do Zoo Pomerode.

O acompanhamento da dentição e alimentação dos hipopótamos é uma ação que segue diariamente. Quando o parque está aberto ao público, essas atividades podem ser observadas pelos visitantes.

A alimentação das espécies é outra ação que segue com os cuidados indicados pelos órgãos responsáveis: todos os itens são higienizados e manipulados seguindo as normas de segurança. Depois, são pesados e porcionados de acordo com a necessidade nutricional de cada animal.

Para o diretor da Fundação Hermann Weege, mantenedora do Zoo Pomerode, Maurício Bruns, os cuidados que a instituição já tem com os animais estão mantidos e reforçados. “Temos uma equipe com profissionais de várias áreas, que somam expertises na hora de tomar decisões sobre o manejo de cada espécie. Estamos muito focados com a qualidade de vida e a saúde dos animais que vivem aqui”, comenta.

No dia 18 de março, a direção do parque suspendeu as visitações por 20 dias, com o objetivo de evitar aglomerações que pudessem causar a transmissão do novo coronavírus. Novas definições neste sentido serão comunicadas através das redes sociais oficiais do Zoo Pomerode.

Enquanto isso não acontece, no Instagram do Zoo Pomerode (www.instagram.com/zoopomerode) é possível acompanhar um pouco dos bastidores de todos os cuidados com os animais.


Marina Melz