Preparada para crescer: Fakini amplia parque fabril e investe em tecnologia

Preparada para crescer: Fakini amplia parque fabril e investe em tecnologia

5 de novembro de 2020 Off Por Redação

 

 

Maquinário de última geração na estamparia, ampliação no tratamento de efluentes, teares que serão instalados em 2021, melhorias no depósito e na logística estão entre as iniciativas tomadas pela empresa nos últimos meses

O ritmo de crescimento da Fakini, de Pomerode (SC), é intenso. Novidades entre os licenciados, ampliação na rede de pontos de vendas e a aquisição da marca Angel, no início de 2020, mostram que a empresa não parou, mesmo com os desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus. Na área industrial, dezenas de novos investimentos em praticamente todos os setores aconteceram nos últimos meses e seguem sendo implantados.

Valmor Wilhelms, diretor industrial da Fakini, comenta que a adaptação rápida e a manutenção do planejamento de investimentos foram fundamentais para que a empresa seguisse em ascensão, mesmo com os desafios impostos pela pandemia. “Temos um olhar para o futuro muito sólido. Graças a isso, mantivemos as expansões previstas e, com isso, conseguimos reagir rápido à retomada do mercado”, comenta.

O executivo afirma que os equipamentos organizam a capacidade e trazem ganhos que aliam qualidade e volume. “No entanto, nada disso seria possível se não tivéssemos uma equipe fantástica e muito engajada, que está ciente da sua responsabilidade no cenário da pandemia e comprometida com o momento de retomada. Somos muito gratos ao nosso time”, diz.

Além da matriz, em Pomerode (SC), a Fakini tem seis unidades nas cidades catarinenses de Taió, Mirim Doce, Lontras, Agrolândia, São Bento do Sul e Itajaí. Juntas, elas contam com um time de mais de 1,2 mil funcionários.

Os investimentos

Uma estrutura de 2 mil metros quadrados, iniciada em 2019, está sendo finalizada este ano. No piso superior, está um espaço que será dedicado ao depósito e recebimento de novos equipamentos. Na área inferior, em um conceito inédito, está sendo triplicada a capacidade da empresa no tratamento de efluentes.

No parque fabril, a Fakini investiu na aquisição de equipamentos. Entre os destaques, uma estamparia localizada que trouxe autonomia para o atendimento de desenhos em maiores dimensões e com até 10 cores. Valmor destaca que poucas indústrias no país contam com esse tipo de maquinário.

Já na área de corte, foram adquiridos novos equipamentos para ampliação da capacidade dos produtos da Fakini, Playground e especialmente da Angel, marca de moda adulta feminina que foi adquirida pela empresa no início do ano. Novos teares de alta velocidade também foram encomendados para a produção de artigos especiais. Eles chegam em 2021.

Sobre a Fakini

Com mais de 10 mil pontos de vendas ativos em todos os estados brasileiros, a Fakini produz mais de 1 milhão de peças ao mês de vestuário infantil e adulto. Além da marca homônima, a companhia produz ainda com as etiquetas Playground (também infantil) e Angel (adulto feminino). Entre os licenciados, já tem longas parcerias com estúdios como Disney, Mattel e Warner.

Além da matriz, em Pomerode (SC), são seis fábricas nas cidades catarinenses de Taió, Mirim Doce, Lontras, Agrolândia, São Bento do Sul e Itajaí. Juntas, elas contam com um time de mais de 1,2 mil funcionários.

Mais informações estão disponíveis em www.fakini.com.br

 


Marina Melz