Ritmo de jogo e desfalques de última hora, contribuíram para resultado da APAN, na estreia da Superliga

Ritmo de jogo e desfalques de última hora, contribuíram para resultado da APAN, na estreia da Superliga

8 de novembro de 2020 Off Por Redação

 

 

Foi apenas o terceiro jogo oficial do time blumenauense

Blumenau (SC) – A APAN/Eleva/Blumenau acabou sendo superada em casa pelos mineiros do Azulim/Gabarito/Uberlândia, em sua estreia na Superliga Banco do Brasil 2020-21. O vencedor foi conhecido apenas no set desempate: 3 a 2 para o Uberlândia, com parciais de 25/20, 23/25, 25/23, 13/25 e 5/15.

Foi apenas o terceiro jogo oficial do time blumenauense. Além disso, pesou duas ausências de última hora. O central Ialisson sentiu dores o ombro na véspera do jogo. O levantador Vitor Gelli se recupera de problemas de saúde. Mesmo relacionado, o ponteiro Renato Russomano, o Pato, ainda não está em condições plenas de jogo. Está em fase final de preparação física, após ter sido submetido a uma cirurgia no joelho.

Por conta das ausências, André Donegá ficou com poucas opções de trocas, limitando mudanças táticas durante o jogo. Mesmo assim, o oposto Franco foi o maior pontuador do jogo. Foram 22  — 20 em jogadas ataque, um de bloqueio e outro de saque.

Apesar do resultado, o técnico Donegá ressaltou ser importante o primeiro ponto conquistado, deixando o time na sétima colocação da Superliga Banco do Brasil 2020-21. “Nessa situação, fazer um ponto foi satisfatório. O campeonato é muito longo. Precisamos crescer em todos os fundamentos e buscar um maior entrosamento. Vamos trabalhar para melhorar e se tornar ainda mais competitivos”, explicou.

Análise técnica do jogo

O técnico André Donegá analisou o jogo. No primeiro set, o time conseguiu encaixar bem os saques e o sistema de ataque. Um padrão que, na opinião do treinador, precisa ser mantido. No segundo set, a APAN continuou bem, mas as falhas nos contra-ataques e bolas recuperadas, pesaram. Com isso, o time mineiro conseguiu construir a pequena vantagem e empatar o jogo.

Donegá considerou o terceiro set como o melhor da partida, com um alto padrão de jogo e viradas de bola eficientes. Já no quarto set, o passe do time de Blumenau sofreu muito em razão da variação de saque dos mineiros. O time também não conseguiu manter o mesmo ritmo dos sets anteriores. Fato que se repetiu no tie-break.

O próximo adversário da APAN/Eleva/Blumenau será o EMS/Taubaté/Funvic, também em casa, no Ginásio do Galegão. O confronto está programado para quarta-feia, dia 11, a parti das 19 horas, com transmissão pela SporTV.

Acesse nossos Canais de Comunicação
FANPAGE: https://www.facebook.com/APANVolei/
INSTAGRAM: @ApanBlumenau

 


Texto: Giovani Vitória
Assessor de Imprensa da APAN Vôlei Blumenau

Foto: Raphael Guilherme Moser
Assessoria de Imprensa da APAN