Após incertezas por conta da matriz de risco no Vale do Itajaí, APAN/Eleva/Blumenau estreia na Superliga Banco do Brasil

Após incertezas por conta da matriz de risco no Vale do Itajaí, APAN/Eleva/Blumenau estreia na Superliga Banco do Brasil

7 de novembro de 2020 Off Por Redação

 

 

Sem poder estar no Galegão, torcedor terá quatro possibilidades para assistir o jogo

Sem as incertezas que vinham desde a última quarta-feira, por conta da alteração na matriz de risco potencial do coronavírus no Vale do Itajaí, a APAN/Eleva/Blumenau estreia neste sábado, 07 de novembro, na Supeliga Banco do Brasil 2020-21, mediante do cumprimento das normas preventivas previstas em lei. O advesário será o Azulim/Gabarito/Uberlândia, estreante na elite do voleibol brasileiro.

O confronto, válido pela segunda rodada da competição, inicia às 17 horas, no Galegão. Sem poder ir ao ginásio, por conta dos protocolos preventivos contra o coronavírus, o torcedor terá quatro alternativas para acompanhar o jogo: na Cervejaria Bier Vila e no Alemão Batata, ambas na parte externa da Vila Germânica; no ponto a ponto em tempo real pelo perfil da APAN/Eleva/Blumenau no Facebook ou assinando o Canal Vôlei Brasil: canalvoleibrasil.cbv.com.br. Ao fazer a adesão com o cupom de desconto “BLUMENAU10”, parte do valor é revertido ao time blumenauense.

Para cumprir os protocolos previstos na legislação, a APAN analisou todas as portarias estaduais em vigor, especialmente a de número 703, e o regulamento da CBV. Dentre as exigências, a necessidade de testagem de jogadores, comissão técnica e equipes de trabalho a cada 15 dias.

Análise do técnico

Mesmo precisando de mais ritmo de jogo – foram apenas dois jogos treinos e outros dois oficiais desde o retorno aos treinos, no início de setembro –, a equipe vem evoluindo nos fundamentos técnicos e cada jogador já entendeu seu papel em quadra. Diminuir a ansiedade é outra necessidade para a estreia. O time disputou o Troféu Super Vôlei, reunindo os oito melhores da última Superliga, fechando a competição na quarta colocação.

Donegá ainda não poderá contar com o ponteiro Renato Russomano, o Pato. O atleta ainda na fase final de preparação. Ele foi submetido a uma cirurgia no joelho esquerdo. O oposto Rafael Bairros é dúvida.

Terceiro colocado no Campeonato Mineiro, o Azulim/Gabarito/Uberlândia é um dos estreantes na elite do voleibol brasileiro, mas o técnico André Donegá destaca o bom volume de jogo e o forte sistema defensivo. “Vamos precisar muita paciência e controle no sistema de ataque para poder, com calma, vencer a partida em casa”, assinalou.

O ponteiro Gabriel Soares falou da alegria pela volta dos jogos: “É uma ansiedade boa, com a expectativa lá em cima, para vestir a camisa da APAN”. Ele analisou seu desempenho durante o Troféu Super Vôlei: “Fiquei contente com seu desempenho nos dois jogos disputados, especialmente no segundo, com uma regularidade maior em todos os fundamentos. Espero seguir nessa crescente, subindo um passo de cada vez em direção a essa evolução”, finalizou.

O central Ialisson falou desse momento de retomada, num cenário totalmente diferente ao vivenciado até março. Está confiante numa boa campanha nesta temporada: “Vamos precisar saber lidar com essa situação de não poder contar com o apoio do nosso torcedor no ginásio”, lamentou.

 


Texto: Giovani Vitória
Assessor de Imprensa da APAN/Eleva/Blumenau
Foto: Agência i7/Sada Cruzeiro