Santa Catarina tem saldo positivo de 18,3 mil empregos em agosto, melhor resultado do Sul

Santa Catarina tem saldo positivo de 18,3 mil empregos em agosto, melhor resultado do Sul

30 de setembro de 2020 Off Por Redação

 

Santa Catarina voltou a apresentar, em agosto, o terceiro melhor resultado do país na geração de empregos formais. O Ministério da Economia divulgou nesta quarta-feira, 30, que o Estado teve um saldo positivo de 18.375 vagas no mês passado. Trata-se do melhor desempenho na região Sul. Apenas São Paulo (64.522) e Minas Gerais (28.339), os dois estados mais populosos do Brasil, obtiveram resultados superiores em números absolutos. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), pesquisa divulgada mensalmente.

O governador Carlos Moisés destaca que houve saldo positivo em todos os setores da economia catarinense em agosto.  A indústria obteve o melhor desempenho, com 11.414 novas vagas. Em seguida, aparecem os serviços (3.609), o comércio (2.048), a construção civil (1.295) e a agropecuária (9).

“Esse resultado demonstra que a diversidade da nossa economia tem sido a chave para a nossa recuperação. Ainda estamos passando por um momento muito delicado, com a pandemia de Covid-19, mas temos a convicção de que o pior já passou. Nosso Governo atua para oferecer as melhores condições para que novos empreendimentos venham para Santa Catarina, além de adotar medidas para manter o emprego e a renda do catarinense”, aponta Carlos Moisés.

O saldo de 18.375 novas vagas com carteira assinada no estado é fruto de 86.657 admissões e 68.282 demissões. No Brasil, o saldo de novas vagas também foi positivo: 249.388 postos de trabalho foram abertos no último mês.

O Caged é mais um indicador que demonstra que a retomada econômica segue a todo vapor em Santa Catarina. Em julho, o Estado havia apresentado o melhor desempenho do Sul e o terceiro a nível nacional, com criação de 10.044 novas vagas. Em agosto, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirmou que Santa Catarina se mantém com a menor taxa de desocupação do país.


Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação – SECom