Seminário reúne segmentos ligados à resiliência e gestão de riscos

Seminário reúne segmentos ligados à resiliência e gestão de riscos

28 de fevereiro de 2020 Off Por Redação

Reunir os profissionais ligados à administração pública, universidades, segmentos empresariais e sociedade civil para conhecer conceitos, projetos e boas práticas relacionados à resiliência e gestão de riscos ambientais e governança territorial. Este é o objetivo do 1º Seminário Regional de Resiliência e Gestão de Riscos do Médio Vale do Itajaí.

O evento, que acontece dia 10 de março, na Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), pretende ainda esclarecer o conceito de resiliência antes, durante e pós-crise. A expectativa é reunir prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários e técnicos municipais que atuam nas áreas de defesa civil, planejamento urbano, meio ambiente e obras, lideranças empresariais e comunitárias e professores das universidades.

“Neste dia, vamos falar sobre o projeto de resiliência e gestão de riscos, fruto de uma parceria firmada pela Associação com instituições francesas e a Furb. Durante dois dias, técnicos municipais vão construir, juntos, um estudo experimental destinado a melhorar a gestão de riscos naturais na região”, explica o presidente da AMMVI e prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt.

A programação do seminário contempla palestras sobre o modelo de região metropolitana de Nice (França), resiliência, associativismo municipal e defesa civil. As inscrições são gratuitas, obrigatórias e estão disponíveis no site ammvi.org.br.

O evento é uma realização da Ammvi em parceria com a Universidade Costa Azul (UCA), o Instituto Mediterrâneo de Risco para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento Sustentável (Imredd), a Universidade Regional de Blumenau (Furb) e a Prefeitura de Blumenau. Conta ainda com o apoio dos municípios do Médio Vale do Itajaí.

Sobre o projeto

Em novembro de 2019, a Ammvi firmou acordo de parceria com a Furb e as instituições francesas UCA e Imredd para ações voltadas à gestão de riscos e resiliência no Médio Vale do Itajaí. Com isso, serão identificados os atores envolvidos no gerenciamento de riscos nos municípios e a construção de uma ferramenta metodológica capaz de detectar, monitorar e gerenciar eventos relacionados a riscos, aprimorando o processo de tomada de decisão dos municípios.

A parceria surgiu depois de uma visita técnica do presidente Hildebrandt a Nice, na França, em novembro de 2018, quando conheceu o trabalho do Imredd em cidades e territórios inteligentes, especialmente em resiliência territorial e riscos. A partir disso, foi projetada uma parceria para desenvolver um ecossistema local para gerenciamento de riscos e resiliência.

“Queremos que o Vale Europeu seja referência em gestão de riscos na América Latina. Como gestores e responsáveis por uma região que tem histórico de inundações e crises naturais, é nosso dever trabalhar e buscar maneiras de melhorar a vida da população”, destaca o presidente Hildebrandt.


Imprensa – AMMVI