Tontura, vertigem e perda de equilíbrio, entenda!

Tontura, vertigem e perda de equilíbrio, entenda!

13 de novembro de 2020 Off Por Redação

 

 

Você sabe a diferença entre essas três palavras? Certamente em algum momento da sua vida você já sentiu tonturas ou desequilíbrio ao realizar algum movimento de forma rápida ou até mesmo estando parado.

A tontura pode ser definida como uma sensação de desorientação espacial (de estar girando) com dificuldade em andar direito, mal-estar e visão turva. Já a Vertigem é uma sensação de sentir que tudo está em movimento ao seu redor, mas não está girando como na tontura, como se o corpo estivesse em balanço, porém você está parado. Ela pode aumentar com movimentos da cabeça, causando náusea e até vomito em casos mais graves.

Costumamos dizer que quando estamos tontos temos “Labirintite”. Contudo, a labirintite é uma inflamação do labirinto, muito rara, o que torna pouco provável ser a causa da tontura.

Os problemas do equilíbrio estão entre as causas mais comuns da procura médica por parte dos idosos, porém esse distúrbio pode afetar crianças, jovens e, principalmente adultos. Muitos são surpreendidos quando descobrem que a fonte de seu problema pode estar em seus ouvidos internos, o chamado labirinto. Ele nos dá a percepção de onde o nosso corpo está no espaço e auxilia no nosso equilíbrio. Quando possuímos algum distúrbio nesta região, ocorrem as chamadas tonturas ou vertigens.

Para poder investigar melhor seus sintomas é necessário acompanhamento de um fisioterapeuta especializado em fisioterapia vestibular e um médico otorrinolaringologista. As causas podem ser diversas, como envelhecimento, medicamentosa, distúrbios metabólicos ou circulatórios, alterações visuais, gastrointestinais, entre outros.

Tratamento fisioterapêutico é constituído por exercícios específicos (cinesioterapia) de olhos, cabeça e/ou corpo e/ou manobras terapêuticas em alguns casos, que reorganizam as estruturas do labirinto por meio de movimentos da cabeça e têm sua efetividade comprovada cientificamente.

Se você tem algum desses sintomas, consulte um fisioterapeuta neurofuncional com capacitação específica. Você não precisa conviver com a tontura!

As informações são da fisioterapeuta: Joice Eli de Souza, que é pós-graduada em Fisioterapia Neurofuncional Adulto e Pediátrico, com formação Nacional e Internacional de Reabilitação Vestibular; formação internacional em Métodos Práticos para fornecer exercícios de alta intensidade para melhorar a função de membros inferiores em AVC e Socorrista pelo programa de suporte básico de vida (SBV) pela American heart Association – 2019.

A profissional atende no ambulatório do Serviço de Fisioterapia Vitalità que fica junto ao Hospital e Maternidade Oase.

 

FOTO/VITALITÁ