Com crise, empreendedores usam imóveis como garantias em financiamentos bancários

Com crise, empreendedores usam imóveis como garantias em financiamentos bancários

17 de abril de 2020 Off Por Redação

Cresce em 30% o número de clientes que procuram Núcleo Imobiliário da Acig para obter o laudo técnico que permite oferecer determinado imóvel como garantia em linhas de crédito do governo federal

O momento é de mudanças em vários aspectos da vida social. Para o Núcleo Imobiliário da Associação Empresarial de Gaspar (Acig), uma nova frente de atuação tem ganhado espaço mesmo nessa fase de isolamento: a busca de empresários para avaliações de imóveis cresceu cerca de 30% nas últimas semanas.

“Os impactos dessa recessão já começam a ser sentidos pelo empreendedor. Então, com as linhas de crédito divulgadas pelo Governo Federal, muita gente precisa desse tipo de avaliação para conseguir financiamento”, explica Cleomir Sigel, corretor de imóveis e coordenador do Núcleo Imobiliário. Isso porque esse tipo de empréstimo geralmente exige algum bem como garantia no caso do não-pagamento da dívida. E é uma série de itens a serem enquadrados para que o imóvel seja considerado apto a ser declarado.

De acordo com a resolução Nº 1.066/2007 – Art. 6º do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI), estabelece competência para elaboração de Parecer Técnico de Avaliação Mercadológica a todo corretor de imóveis, pessoa física, regularmente inscrito no Conselho Regional de Corretores de Imóveis de sua região (CRECI). Também é muito importante que o profissional habilitado siga as orientações das normas NBR 14.653 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

“Estamos desenvolvendo algumas estratégias de orientações aos clientes, através de informativos, para que eles tenham um bom respaldo técnico ao solicitar esse tipo de avaliação. Vamos fazer a divulgação em mídias sociais. Temos a preocupação em esclarecer quais os itens que devem ser observados ao elaborar um Parecer Técnico de Avaliação Mercadológica (PTAM) para este tipo de finalidade, a importância de ser um profissional apto a este trabalho e facilitar a adesão do empreendedor a financiamentos com documentação imobiliária em dia”, destacou o corretor.

Com mais de 10 anos de existência, o Núcleo Imobiliário da Acig tem se adaptado à nova rotina de combate ao coronavírus e também continua com as atividades remotas. “Nossas reuniões quinzenais têm sido realizadas através de videoconferências, com a participação dos nucleados e pessoas convidadas, para tratarmos de assuntos pertinentes a profissão da corretagem. Precisamos manter as atividades e o engajamento para podermos dar suporte a quem nos solicitar qualquer tipo de ajuda, todos os nucleados corretores estão aptos para realizar esse trabalho e são profissionais com experiência no ramo”, afirmou Cleomir. A lista dos profissionais associados e capacitados para este tipo de trabalho pode ser encontrada no portal da Acig.


Roberta Koki
Jornalista | Trevo Comunicação