Coronavírus: especialista esclarece como funciona o desenvolvimento de uma vacina

Coronavírus: especialista esclarece como funciona o desenvolvimento de uma vacina

3 de julho de 2020 Off Por Redação

Antes de ser disponibilizada ao público, a vacina passa por diversas fases, que incluem a pesquisa inicial, testes em animais e em seres humanos, avaliação dos resultados e a autorização e registro de comercialização das agências reguladoras.

Desde o início da pandemia do Coronavírus, cientistas do mundo inteiro entraram em uma busca incansável para encontrar uma vacina para combater a Covid-19. Considerada a vacina mais promissora contra o Coronavírus, o imunizante desenvolvido pela Universidade de Oxford, apresentou resultados positivos em seus testes. A vacina já está na fase três dos testes, que é quando será testada a eficiência do imunizante. Entretanto, é preciso entender que o desenvolvimento de uma vacina eficiente pode demorar meses ou até anos. Antes de ser disponibilizada ao público, a vacina passa por diversas fases, que incluem a pesquisa inicial, testes em animais e em seres humanos, avaliação dos resultados e a autorização e registro de comercialização das agências reguladoras.

A médica pneumologista do Hospital Dia do Pulmão, centro de referência na área respiratória, de Blumenau (SC), Dra. Marina Andrade Lima, destaca que as pesquisas científicas de vacinas são iniciadas com a descoberta de substâncias para serem utilizadas nos laboratórios, onde são realizadas avaliações in vitro. “Os primeiros testes habitualmente são feitos em animais. Essa fase é chamada de pré-clínica, pois observa a segurança dessa substância. Caso não apresente efeitos adversos importantes, será testada em um grupo bem pequeno de pessoas saudáveis voluntárias, iniciando a fase clínica. Neste momento, ainda não se avalia eficácia, mas sim, a segurança no ser humano”, diz.

A médica revela que na fase dois, é observada a eficácia do imunizante, sempre associada à segurança dos voluntários. “É nessa fase que começa a se estabelecer a imunogenicidade – resposta imunológica do organismo –, testando-se algumas doses para melhor entender como o corpo responde a este estímulo”, esclarece Dra. Marina.

Já na fase três, é definida a dose da vacina. “Ou seja, é avaliado o poder dessa vacina e sua segurança em um grande número de voluntários por todo o mundo. Ao final desta etapa, será solicitado o registro de comercialização para as agências reguladoras”, explica a médica pneumologista.

Por último, na fase quatro, há a distribuição e comercialização para a população, mantendo-se sempre o rigor dos registros de segurança. “Seguindo essas etapas, os cientistas conseguem testar a segurança da imunização para a população, bem como a sua resposta imune, ou seja, a reação do sistema imunológico do indivíduo em relação a vacina”, conclui.

Sobre o Hospital

Hospital Dia do Pulmão atua em Blumenau desde 1982, com prestação de serviços voltados ao diagnóstico e tratamento de doenças respiratórias. Destacam-se nesta trajetória pioneira, a introdução da fisioterapia respiratória e pneumologia pediátrica.

Além de atendimento nas áreas de pneumologia, alergologia, otorrinolaringologia e cirurgia torácica, o Hospital do Pulmão conta com serviço de Pronto Atendimento, consultórios, exames e tratamentos que permitem o atendimento, diagnóstico e tratamento sequencial nas dependências do HDP.

Essa abordagem permite conduzir 99.39% dos pacientes na estrutura do Hospital Dia do Pulmão, o que permite a desospitalização do atendimento. Somente 0,61% dos pacientes atendidos pelo HDP são encaminhados para os hospitais convencionais.

No incio deste ano, o HDP reestruturou o Setor de Pronto Atendimento, separando os atendimentos  dos pacientes adultos  e  pediátricos.

Outro diferencial da área de imunizações é a estrutura física e pessoal dentro de parâmetros sanitários e técnicos internacionais, passando pela monitorização do transporte, conservação (central de refrigeração com sistema de backup que inclui gerador de energia) e manuseio por equipe certificada e treinada especificamente nesta atividade.

Recentemente a ativação da consultoria de Vacinas, que permite análise via WhatsApp das carteiras de vacinações, orientações e até agendamentos como o diferencial que caracteriza o HDP ao longo dos seus 37 anos.


Bruna Gabriela Ziekuhr
Presse Comunicação