Da cozinha de casa para o país: empresa de biscoitos apostou em especialização para expandir

Da cozinha de casa para o país: empresa de biscoitos apostou em especialização para expandir

5 de outubro de 2020 Off Por Redação

 

 

Leonardo Müller, sócio proprietário da Letuca, fabricante do Fibratto Biscoito Integral, conta como conseguiu reposicionamento de mercado e melhorias na qualidade e funcionalidade dos produtos através de serviços do Sebrae, com as consultorias do Sebraetec

Produzir biscoitos foi um acaso do destino. Mas a vontade de empreender do jovem Leonardo Müller, em 2004, aos 17 anos, foi determinante para o nascimento da empresa. “Eu sempre acreditei em um mundo melhor e sempre quis trabalhar pra isso, pra deixar uma marca boa no mundo. Começamos na cozinha da minha casa: minha mãe, uma grande amiga na época – que hoje é minha esposa – e eu, fazendo biscoitos com base em uma receita de família. A venda era feita de porta em porta. Com o tempo, a partir do pedido dos clientes, partimos para receitas com apelo mais saudável, na linha dos alimentos funcionais. E continuamos nesse segmento até hoje, com o apoio de profissionais capacitados, como nutricionistas e engenheiros de alimentos”, explica.

Desde a fundação, Leonardo e suas sócias apostaram nas consultorias do Sebrae para estruturar o empreendimento. “O Sebrae é uma mãe pra gente, feito por pessoas que entendem as necessidades das empresas. E é uma instituição que tem um papel muito importante para os negócios, com opções que facilitam bastante não apenas questões cotidianas mas também coisas mais complexas, como subsídios para investimento. O Sebrae nos ajudou a dar os primeiros passos, a montar nossa empresa – e ainda hoje é uma referência quando precisamos de suporte”, comenta.

Um dos últimos serviços adotados pelos empresários foi o Sebraetec, através do qual foi contratado um estudo para aumentar a vida útil dos biscoitos da Fibratto sem a necessidade de adicionar conservantes. A consultoria foi conquistada com subsídio de 70%, custeados pelo Sebrae. Segundo Leonardo, sem essa contrapartida, não seria possível dar mais esse passo de valorização dos produtos e consequentemente, do negócio em si. “Sabemos que o estudo que precisávamos tinha um custo considerável. Essa possibilidade do subsídio do Sebrae foi uma porta pra gente: conseguimos pagar um valor justo pelos 30% que ficou sob nossa responsabilidade e o resultado do trabalho foi realmente compensador”.

Para Fernanda Rosa, especialista do Sebrae Vale do Itajaí, esse é apenas um exemplo de serviço que pode ser contratado por meio do Sebraetec, uma linha de solução que visa a inovação dos negócios. “É uma forma bem interessante de fortalecer o empreendimento, com melhorias dos processos, dos produtos ou serviços e ainda com investimento em tecnologia. O Sebrae/SC tem uma ampla rede de prestadoras de serviço capacitadas a dar o suporte necessário a cada tipo de negócio”, aponta.

Essa não foi a primeira vez que a Fibratto utilizou soluções do Sebraetec. Em 2013, a empresa que é referência no seu segmento contratou uma consultoria para reposicionamento da marca no mercado. Leonardo conta que essa foi uma indicação do profissional que oferecia um outro serviço à empresa como Agente Local de Inovação (ALI). “Até então a marca dos biscoitos era apenas o nome da fábrica, Letuca. Passamos por um processo de mudança e melhoramento das nossas embalagens e a marca dos biscoitos passou a ser Fibratto, que comunica melhor o produto do que apenas Letuca, e agora condiz muito mais com o nosso propósito de um alimento que traz benefícios à saúde do consumidor. E só conseguimos essas conquistas porque investimos no conhecimento de quem tinha know how e que nos auxiliou de maneira bastante assertiva”, afirma o pequeno empresário que comanda a fábrica que oferece hoje 12 tipos diferentes de biscoitos integrais doces e salgados para o país inteiro, além de disponibilizar vendas online.

Entre os serviços que o Sebraetec oferece estão a consultoria tecnológica, serviços metrológicos, avaliação de conformidade e prototipagem. Todos eles estão disponíveis para qualquer empresário da região. Mais informações sobre essa solução no telefone (47) 3702-6403.

Leonardo e Samanta com biscoitos atuais e forninho onde tudo começou
Crédito da foto: Arquivo Letuca


Roberta Koki
Jornalista
Trevo Comunicação