Mais de 30% dos pais postergaram vacinação dos filhos em 2020

Mais de 30% dos pais postergaram vacinação dos filhos em 2020

5 de outubro de 2020 Off Por Redação

 

 

Dados do Programa Nacional de Imunização (PNI) apontam que quase metade das crianças brasileiras não recebeu todas as vacinas previstas no calendário anual.

Com a pandemia do novo Coronavírus, as vacinas ganharam destaques e voltaram a ser assunto e discussão em muitos órgãos públicos e não se trata da vacina contra a Covid-19. Segundo dados divulgados pelo IBOBE, 90% da população brasileira considera a imunização importante mas apenas 50% checam se o calendário vacinal está em dia. Destes, 9% consulta o calendário vacinal apenas quando há surto de doenças em suas respectivas cidades e 17% nunca verificam ou não sabem se possuem registro de vacinação.

Um dado que chamou a atenção de muitos especialistas é que cerca de 33% dos pais postergaram a vacinação das doses recomendadas para seus filhos por conta da pandemia. Dados do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde apontam que cerca de metade das crianças brasileiras não recebeu todas as vacinas previstas no Calendário Nacional de Imunização em 2020. Por conta disso, em maio deste ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que esses atrasos na vacinação infantil poderiam causar outros surtos de doenças, trazendo novas pandemias à população.

Segundo os índices do PNI, a cobertura vacinal está em 51% para as imunizações infantis. O ideal é que ela fique entre 90% e 95% para garantir proteção contra doenças como sarampo, coqueluche, meningite e poliomielite. O baixo índice de imunização já trouxe consequências, de acordo com o Ministério da Saúde, até o início de agosto, o país tinha 7,7 mil casos confirmados de sarampo.

Vacinação em Santa Catarina

Dados do Programa Nacional de Imunização apresentam que Santa Catarina está com 58,69% da sua população com a cobertura vacinal em dia. Carla Moreno, enfermeira no espaço de vacinas Imunizze Farma, localizada no Shopping Park Europeu, em Blumenau, informa que a interrupção do calendário de vacinação pode aumentar a probabilidade de surtos das doenças que deveriam ser imunizadas com as vacinas. “Para evitar esses surtos é importante não atrasar as vacinas. Além disso também é importante pensar que a imunização não só traz benefícios para quem se vacina, mas para a comunidade como um todo. Ao serem vacinados, esses indivíduos interrompem a transmissão de doenças, processo que chamamos de efeito rebanho”, informa.

“A vacinação em dia é algo necessário para crianças e adultos. A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM) preconiza uma série de vacinas que vão desde o nascimento, como a Hepatite B e a Tuberculose, que são feitas ainda no hospital nos primeiros dias de vida, até a terceira idade”, comenta a enfermeira.

Ao ser questionada sobre a vacinação ser mais direcionada às crianças, Carla explica que é pelo fato de ser durante os primeiros meses e anos que o ser humano recebe grande parte das vacinas disponíveis. “Isso é feito para que a imunidade contra as doenças seja estabelecida o mais cedo possível, porém, muitas vacinas necessitam de doses de reforço ao longo da vida, como a vacina contra o tétano, que deve ter repetida a cada 10 anos e a Herpes Zoster que tem indicação de uso apenas após os 50 anos”.

Espaços de vacinas

Os espaços de vacinação tem o intuito de facilitar a vida das pessoas na procura de vacinas. Um exemplo é a Imunizze Farma, localizada no Shopping Park Europeu, em Blumenau, que oferece todos os tipos de vacinas existentes no mercado. O espaço conta com serviço de vacinação e imunização humana, enfermeiros, farmacêuticos e técnicos capacitados para atender pessoas de todas as idades.

“O intuito de ter um espaço exclusivo de vacinas no Shopping Park Europeu é facilitar o dia a dia das pessoas. Aqui, eles podem desde ir à academia, supermercado, como verificar o calendário vacinal e colocá-las em dia. Buscamos sempre oferecer serviços de qualidade para gerar bem-estar e praticidade à todos”, informa o superintendente do Shopping Park Europeu, Levi Muniz.

As vacinas disponíveis na Imunizze Farma são: Pneumocócica 13, Pneumocica 23, Rotavirus Pentavalente, Herpes Zoster, HPV Quadrivalente, Triviral, Quadriviral, Triplice bacteriana, Meningocócica tipo ACWY e tipo B, Febre Amarela e Triplice bacteriana + Polio. Para mais informações e agendamentos através do número 3323-7980 ou nas redes sociais do estabelecimento.


NATHÁLIA HEIDORN
Presse Comunicação