Dia Nacional do Combate à Asma: 6,4 milhões de pessoas acima de 18 anos sofrem com a doença no Brasil

Dia Nacional do Combate à Asma: 6,4 milhões de pessoas acima de 18 anos sofrem com a doença no Brasil

18 de junho de 2020 Off Por Redação

Para orientar a população sobre a doença, no próximo domingo, dia 21 de junho, é celebrado o Dia Nacional de Combate à Asma.

Falta de ar, dificuldade para respirar, sensação de cansaço e de opressão no peito, geralmente causado pelo esforço realizado para completar a respiração, e chiado são alguns dos sintomas da asma. Para alertar a população a respeito da condição crônica, no próximo domingo, dia 21 de junho, é celebrado o Dia Nacional de Combate à Asma, e em meio a pandemia de Coronavírus, a data carrega um significado ainda maior, já que pacientes com a doença estão incluídos no grupo de risco.

Considerado um grave problema de saúde pública, a asma é a 4ª maior causa de hospitalização em solo brasileiro e cerca de 6,4 milhões de pessoas acima de 18 anos sofrem com a doença no Brasil. Para a médica pneumologista do Hospital Dia do Pulmão, centro de referência na área respiratória, de Blumenau (SC), Dra. Caroline Uber Ghisi, a doença ainda é muito negligenciada pelos pacientes, mesmo diante do grande número de hospitalizações e mortalidade em todo o mundo. “Muitos pacientes deixam de procurar ajuda médica por acharem que o cansaço é algo ‘normal’, principalmente se a exaustão surge em situações de esforço, como ao realizar atividades físicas ou subir muitos lances de escada. Se você sente desconforto respiratório para realizar atividades, fica o alerta: é sempre válida a avaliação médica com um pneumologista”, diz.

Considerada uma doença crônica, a asma não tem cura, mas tem tratamento. “Quanto antes o paciente procurar ajuda médica, maiores são as chances de um tratamento adequado, levando ao equilíbrio da doença. Grande parte dos asmáticos responde bem ao tratamento e conseguem voltar a ter uma respiração normal”, aponta a médica.

Por último, a pneumologista destaca que existem medidas extras que devem ser lembradas e estimuladas em asmáticos, ajudando no tratamento da doença. “Entre elas, podemos citar a prática de atividades físicas. Os exercícios melhoram o tônus muscular do paciente, inclusive da musculatura respiratória, ajudando na respiração. Além disso, a prática de atividades físicas possui uma ação anti-inflamatória no organismo, e como a asma é uma doença inflamatória, a atividade física é indicada como tratamento. Outro ponto importante é o controle do peso. Quando o paciente asmático é obeso, o controle da asma fica mais difícil. Por isso é indicado a perda de peso com dieta adequada e a prática regular de atividades físicas, desde que associadas ao tratamento medicamentoso inalatório adequado e orientado”, conclui a médica pneumologista do Hospital Dia do Pulmão, Dra. Caroline Uber Ghisi.

Sobre o Hospital

O Hospital Dia do Pulmão (HDP) atua em Blumenau desde 1982, com prestação de serviços voltados ao diagnóstico e tratamento de doenças respiratórias. Destacam-se nesta trajetória pioneira a introdução da fisioterapia respiratória e pneumologia pediátrica.

Além de atendimento nas áreas de pneumologia, alergologia, otorrinolaringologia e cirurgia torácica, o Hospital do Pulmão conta com serviço de Pronto Atendimento, consultórios, exames e tratamentos que permitem o atendimento, diagnóstico e tratamento sequencial nas dependências do HDP.

Essa abordagem permite conduzir 99.39% dos pacientes na estrutura do Hospital Dia do Pulmão, o que permite a desospitalização do atendimento. Somente 0,61% dos pacientes atendidos pelo HDP são encaminhados para os hospitais convencionais.

No incio deste ano, o HDP reestruturou o Setor de Pronto Atendimento, separando os atendimentos  dos pacientes adultos e pediátricos. Outro diferencial da área de imunizações é a nova sala de vacinas com acesso externo, localizada ao lado do Laboratório de Análises Clínicas Hemos, pessoal dentro de parâmetros sanitários e técnicos internacionais, passando pela monitorização do transporte, conservação (central de refrigeração com sistema de backup que inclui gerador de energia) e manuseio por equipe certificada e treinada especificamente nesta atividade.

Recentemente a ativação da consultoria de vacinas, que permite análise via WhatsApp das carteiras de vacinações, orientações e até agendamentos surgiu como um diferencial que caracteriza o HDP ao longo dos seus 37 anos.


Bruna Gabriela Ziekuhr
Presse Comunicação