Hospital Beatriz Ramos participa pela primeira vez de importação de medicamentos

Hospital Beatriz Ramos participa pela primeira vez de importação de medicamentos

17 de maio de 2021 Off Por Redação

 

 

Diante das dificuldades de aquisição e escassez dos medicamentos utilizados na manutenção dos pacientes com Covid entubados, o Hospital Beatriz Ramos, em parceria com a Associação de Hospitais do Estado de Santa Catarina (AHESC) e Federação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado de Santa Catarina (FEHOSC), organizou junto ao grupo Condor a importação de 1.800 ampolas do fármaco Brometo de Rocurônio para Indaial.

Depois de resolver todos os trâmites legais para importação junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o HBR já recebeu a mercadoria. “Esse fármaco é de extrema importância para manutenção dos pacientes com Covid internados. Apesar de todas as dificuldades e os custos para manutenção do serviço fizemos a aquisição do medicamento com recursos próprios. A assistência ao paciente é nossa prioridade”, destaca a administradora do HBR, Adriane Ferrari.

De acordo com Adriane, essa foi a primeira vez que o Hospital importou medicamentos. “Já estamos providenciando outra importação. No momento avaliando quantidade e custos para fazer o pedido”, adianta a administradora.

O Brometo de Rocurônio é um bloqueador neuromuscular, que atua como adjuvante na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para facilitar a intubação e a ventilação mecânica. Além disso, pode ser utilizado em intervenções cirúrgicas para relaxar a musculatura esquelética e para indução da sequência rápida de anestesia.