Melhor Odontologia do mundo x um País de banguelas

Melhor Odontologia do mundo x um País de banguelas

26 de abril de 2021 Off Por Redação

 

 

O Brasil é um país de discrepâncias quando o assunto é Odontologia. Para se ter uma ideia, chega a 16 milhões o número de brasileiros que vive sem nenhum dente, de acordo com o estudo Percepções Latino-americanas sobre Perda de Dentes e Autoconfiança, cujos dados são de 2018.

Contudo, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), também desde 2018 os dentistas brasileiros estão entre os três melhores do mundo, ao lado de suecos e norte-americanos. Os melhores dentistas da área de estética estão no Brasil. Somos referência mundial em facetas, laminados, cirurgias gengivais. Nossas fábricas de implantes já superam a qualidade das produções alemãs e norte-americanas.

Com isso, muitos estudiosos atribuem a evolução dos especialistas brasileiros à necessidade de adaptação das técnicas, mantendo a qualidade, de forma a reduzir os custos para facilitar o acesso da população. Mas isso também não garantiu que a população tenha um sorriso saudável.

É inconcebível que mais de 20 milhões de pessoas de uma nação em pleno desenvolvimento sofram com problemas de saúde bucal em um nível máximo. A falta de um único dente é suficiente para interferir na qualidade de vida como um todo e aumenta à medida que vai se perdendo outros dentes. Dos aspectos emocionais (vergonha de conversar e sorrir em público, baixa autoestima), aos distúrbios alimentares (comprometimento do sistema gastrointestinal, úlceras, prisão de ventre, ganho de peso), problemas de sono e outros. Além disso, a perda óssea que se segue com a perda dos dentes e a falta do estímulo da mastigação afetam a estrutura músculos da face e a harmonia o rosto.

Muitos deixam de procurar o consultório dentário por acreditarem que não conseguirão pagar os tratamentos que, na verdade, estão cada vez mais acessíveis. Outros evitam os dentistas por temerem a dor nos procedimentos, que é coisa do passado. Na Oral Unic, por exemplo, temos um sistema inovador de sedação consciente, realizado por médico, que mantém a consciência do paciente e os reflexos protetores. O paciente fica tão relaxado que muitas vezes chega a dormir.

Há casos em que a pessoa prefere ficar sem o dente por acreditar que o processo de implante demora meses, mas já temos procedimentos feitos em até 48 horas*, chamados de implantes de carga imediata (*desde que o paciente reúna as condições ósseas necessárias).  Outros pensam que o dentista deve ser procurado apenas quando a insatisfação estética chega ao seu limite. Na verdade, quanto antes buscar ajuda, menos problemas terá que solucionar.

Por fim, as razões que afastam as pessoas do dentista precisam ser desmistificadas. Afinal, um sorriso saudável está muito além da beleza e diante de tantas dicotomias, falta uma articulação maior dos profissionais do setor. Quanto mais unidos, mais quebraremos paradigmas.

Dra. Christine Hertel Baumgarten, cirurgiã-dentista, especialista e mestre em ortodontia e ortopedia funcional dos maxilares; diretora clínica da Oral Unic Timbó.


Marli Jardim